No Ponto: filhoses, Loulé

Esta semana provamos estes doces fritos muito típicos do Carnaval.

Fotogaleria
Fotogaleria

Filhós ou filhoses, como se quiser, são doces fritos muito típicos do Carnaval (mas não só). Não se pense, no entanto, que só em Portugal se comem filhoses. Recentemente, em passeio pelo Norte de Itália constatámos isso mesmo: por ali chamam-lhes bugie di carnevale, que significa “mentiras de Carnaval”. Na verdade, faz-se algo de muito parecido desde os antigos romanos.

Por estes dias, pensamos logo em provar estes docinhos fritos, e então se forem feitos pela dona Natália Caetano, ainda melhor. Aqui há uns tempos estivemos na sua casa, em Benafim, que fica na zona serrana de Loulé, para conhecer melhor os doces típicos do concelho. As filhoses que vimos fazer levaram farinha, açúcar, fermento e leite, em vez de ovos. A confecção foi um instante. Depois, deu para acompanhar a conversa, com um chá, o resto da tarde.

Agora apresse os seus afazeres e vá às filhoses.

PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
Fotogaleria

A Doçaria Portuguesa

Cristina Castro criou o projecto No Ponto para registar e dar a conhecer os doces do país. Tem vindo a publicar a colecção A Doçaria Portuguesa, "os mais completos livros sobre a história e actualidade dos doces de Portugal". A investigação para este trabalho levou a autora a viajar por todos os concelhos em busca de especialidades doceiras. A partir da oportunidade de ver como se faz, de falar com quem produz, de conhecer vidas, histórias e tradições associadas à doçaria, surgiram os vídeos que desvendam um pouco de cada doce. Regularmente, a Fugas revela um vídeo novo sobre um doce diferente.