PSD-Lisboa indica Carlos Coelho para lugar não elegível nas europeias

Distrital escolheu para director de campanha Ângelo Pereira, vereador acusado de gastos excessivos pela direcção de Rio

Foto
Pedro Pinto é lider da distrital de Lisboa Nelson Garrido

A distrital de Lisboa do PSD aprovou, por unanimidade, a indicação do actual eurodeputado Carlos Coelho para candidato às europeias na lista do partido, a partir do 11º lugar, que já não será elegível. Como director de campanha, a distrital liderada por Pedro Pinto apontou Ângelo Pereira, vereador em Oeiras que foi acusado pela direcção de Rui Rio de gastos excessivos nas autárquicas de 2017.

A direcção nacional do PSD pediu às distritais, à JSD e aos TSD que indicassem nomes para a lista de candidatos do partido ao Parlamento Europeu a partir do 11º lugar e até ao 30º. Na reunião desta terça-feira à noite, a distrital de Lisboa aprovou o nome de Carlos Coelho, que foi eleito eurodeputado pela primeira vez em 1994, e que era dado como excluído das opções de Rui Rio para a lista.

Na mesma reunião, o PSD/Lisboa aprovou o nome de Ângelo Pereira como a sua escolha para director de campanha das europeias. O vereador foi um dos visados pela direcção de Rui Rio, em Setembro passado, no ajuste de contas por causa da campanha das autárquicas em que foi cabeça de lista. Naquela altura, o PSD contactou o mandatário financeiro do candidato à Câmara Municipal de Oeiras por causa de uma dívida de cerca de 80 mil euros. Ângelo Pereira estranhou a atitude, assegurou ter “cumprido escrupulosamente a lei” e queixou-se se “perseguição” por parte da direcção nacional.

A distrital de Viseu também aprovou o nome de outro actual eurodeputado para a lista às próximas europeias – Fernando Ruas. As estruturas sociais-democratas têm até esta quinta-feira para enviar as suas indicações para a direcção nacional, que tem a responsabilidade de escolher os dez primeiros lugares da lista, onde se incluem as posições do PSD-Açores e do PSD-Madeira. Até agora da lista do PSD ao Parlamento Europeu só foi apresentado oficialmente Paulo Rangel, que volta a ser cabeça de lista.