O cineasta mexicano Alejandro González Iñárritu presidirá ao júri de Cannes 2019

Sucede à presidência da actriz Cate Blanchett, que premiou Shoplifters, de Hirokazu Kore-eda.

Foto

Sucedendo a Cate Blanchett, presidente do júri da 71ª edição do Festival de Cannes que premiou Shoplifters, de Hirokazu Kore-eda, o cineasta mexicano Alejandro González Iñárritu vai chefiar a equipa de jurados que atribuirá o palmarés da edição 2019 do festival. Declaração do presidente: “Cannes tem sido importante para mim desde o princípio da minha carreira. Sinto-me orgulhoso e entusiasmado por regressar este ano com a enorme honra de presidir ao júri. O cinema corre nas veias do planeta e este festival tem sido o seu coração.”

O facto de ter aceite o convite foi recebido com entusiasmo pela direcção do festival - o presidente Pierre Lescure e o delegado geral Thierry Frémaux - porque "é muito raro", segundo eles, Alejandro aceitar integrar júris e porque assim é a "primeira vez que o júri do Festival de Cannes é presidido por um artista mexicano. Cannes alberga todos os tipos de cinema e através da presença do realizador de Babel é o cinema mexicano que o festival vai celebrar.” Falam dele, em comunicado, como "cineasta ousado" e "cheio de surpresas", de quem, em 2017, Cannes apresentou a instalação de realidade virtual Carne y Arena (Virtually present, Physically invisible) na Selecção Oficial.

O Festival de Cannes realiza-se de 14 a 25 de Maio.