PSD cancela reunião sobre moção de censura por falta de deputados

Fernando Negrão constatou que era impossível a presença de “muitos” deputados para debater a moção de censura do CDS-PP.

Foto
Fernando Negrão convocou e cancelou a reunião da bancada em menos de 24 horas Nelson Garrido

O líder da bancada do PSD, Fernando Negrão, cancelou uma reunião com os deputados para preparar o debate da moção de censura por “impossibilidade” de presenças de “muitos” parlamentares. A decisão foi comunicada na segunda-feira à noite por correio electrónico.

Nesta segunda-feira, Negrão convocou os deputados, através de correio electrónico, para uma reunião a realizar na tarde desta terça-feira, sem adiantar o teor da ordem de trabalhos. Mas o motivo era preparar o debate da moção de censura, apresentada pelo CDS-PP, e que irá a plenário nesta quarta-feira. Só que nesta segunda e terça-feira não há trabalhos parlamentares (incluindo comissões) na Assembleia da República por causa da realização das jornadas do PCP, a decorrer em Braga. A reunião do PSD obrigaria, assim, a uma deslocação a Lisboa que não estava prevista por parte dos deputados. 

Nesta segunda-feira à noite, o líder da bancada informou que, “dada a impossibilidade da presença de muitos senhores deputados, a reunião do grupo parlamentar convocada para amanhã [terça-feira] fica sem efeito”. Fernando Negrão pede, no entanto, que os deputados, caso queiram, enviem contributos por escrito sobre o debate desta quarta-feira.

Fonte parlamentar do PSD disse ao PÚBLICO que não se marcam reuniões no Parlamento quando decorrem jornadas de um partido, um princípio que resulta de um acordo de cavalheiros entre as várias bancadas. A direcção da bancada poderia reunir com os deputados esta quarta-feira de manhã cedo, ainda antes do início das comissões parlamentares (que começam entre as 9h30 e as 10h), sugeriu a mesma fonte. 

Os deputados do PSD reúnem-se habitualmente à quinta-feira, de 15 em 15 dias, e só são convocados para reuniões noutras datas por motivos extraordinários ou relacionados com calendário (feriados, por exemplo). A moção de censura do CDS-PP só foi anunciada na sexta-feira à tarde. 

Sugerir correcção