Avalanche em estância de esqui em Valais deixa pelo menos dez pessoas soterradas

Desastre ocorreu na estância de esqui de Crans-Montana, município no cantão suíço de Valais.

Fotogaleria
Imagens do acidente partilhadas no Twitter LaureLugon/Twitter
Fotogaleria
LaureLugon/Twitter

Várias pessoas são dadas como desaparecidas na sequência de uma avalanche ocorrida esta terça-feira na estância de esqui de Crans-Montana, município no cantão de Valais, na Suíça. Segundo a BBC, que cita a imprensa local, entre dez a 12 pessoas estarão soterradas. Equipas de resgate, auxiliadas por quatro helicópteros, estão no local.

De acordo com informações veiculadas pelo Washington Post, quatro pessoas tinham sido resgatadas com vida da neve. Ao início da noite desta terça-feira, ainda não tinha sido declarado qualquer óbito, com as equipas de resgate a continuarem a busca por sobreviventes.

Segundo informação avançada no Twitter pela polícia de Valais, o desastre aconteceu por volta das 14h15 locais (13h15 em Portugal Continental). Também no Twitter, uma repórter do jornal suíço Le Temps partilhou um vídeo da avalanche

De acordo com o mesmo diário helvético, citando o presidente do município de Crans-Montana, Nicolas Féraud, o número de vítimas poderá aumentar nas próximas horas. Oito mil pessoas encontram-se por estes dias a praticar esqui nas encostas da zona. O acidente coincidiu com as férias escolares em alguns cantões suíços, incluindo Genebra, que trouxeram mais pessoas às encostas de Crans-Montana. 

Segundo a Reuters, a avalanche poderá ter sido provocada pela subida das temperaturas nos últimos dias, aliadas à forte queda de neve das últimas semanas. O site da área de esqui de Crans-Montana indicava que o risco de avalanche para esta terça-feira era de 2 numa escala de 1 a 5, em que o cinco é o mais perigoso.