Tim Gouw/Pexels
Foto
Tim Gouw/Pexels

Tesla lança “modo cão” para manter os animais confortáveis dentro dos carros

O Dog Mode permite que os sistemas de ar-condicionado e de som fiquem ligados enquanto o carro está estacionado, proporcionando maior conforto aos animais. Mostra ainda uma mensagem no ecrã a quem passa e fica preocupado: "O meu dono não demora".

Quando um utilizador do Twitter perguntou a Elon Musk, em Outubro de 2018, se era possível incluir um "modo cão" no Tesla Model 3, a resposta do presidente executivo da empresa foi simples e peremptória: "Sim". Quatro meses depois, a empresa anunciou o lançamento do Dog Mode: uma funcionalidade que mantém o carro com uma temperatura adequada para o cão enquanto o dono está fora, o sistema de som ligado e, através do ecrã colocado no centro do carro, informa quem passa que o animal está num ambiente seguro e o dono deverá voltar dentro de pouco tempo — para evitar que as pessoas partam os vidros por pensarem que o animal está em sofrimento.

Para activar o Dog Mode, os utilizadores só precisam de seleccionar esta opção no ecrã, quando o carro estiver estacionado, e ajustar os limites de temperatura. O sistema será activado assim que o dono saia do carro. Se a bateria estiver abaixo dos 20%, os utilizadores recebem uma notificação na aplicação da Tesla. 

Foi também lançado o sentry mode ("modo de sentinela", em tradução livre para português), uma funcionalidade que, quando activada, faz com que o carro entre em modo standby, mas controle tudo o que se passa à sua volta, através das câmaras externas. Se for detectada alguma ameaça, como alguém a inclinar-se sobre o carro, o sistema muda para alert mode ("modo alerta") e é mostrada uma mensagem no ecrã central, informando que as câmaras estão activadas. Se o problema for mais sério, como um vidro partido, o alarme toca e o sistema de áudio toca no volume máximo. Ao mesmo tempo, o dono do veículo é notificado do sucedido, através da app instalada no telemóvel.