Novos empréstimos às empresas invertem tendência de queda

Em 2018, o financiamento chegou aos 31,6 mil milhões de euros, uma subida de 9,5% face ao ano anterior e que contraria tendência que vinha desde 2014.

Foto
Em Dezembro, a taxa de juro média dos financiamentos chegou aos 2,46% REUTERS/Thierry Rog

Os novos empréstimos concedidos pelos bancos às empresas (sociedades não financeiras) no ano passado atingiram os 31,6 mil milhões de euros, o que representa uma subida de 9,5%, ou de mais 2,7 mil milhões de euros, face ao 2017. Esta subida, destaca o Banco de Portugal em comunicado, inverte a tendência de decréscimo que se verificava desde 2014.

Os dados disponíveis no site do banco central permitem verificar que Dezembro foi o melhor mês do ano no que respeita ao crédito às empresas, com os empréstimos a totalizarem 3693 milhões de euros. Deste valor, 2066 milhões de euros foram empréstimos superiores a um milhão de euros.

Em Dezembro, a taxa de juro média dos financiamentos chegou aos 2,46%, mais 30 pontos base (pb) face idêntico período de 2017. Numa análise por segmentos, a taxa de juro para operações abaixo de um milhão de euros desceu 20 pb, para 2,67%, e para as operações acima desse valor subiu 70 pb, para 2,29%.

Num outro sinal de uma conjuntura de maior concessão de crédito, o Banco de Portugal deu também nota de que em Dezembro do ano passado os empréstimos concedidos às empresas, calculando aqui o stock total dos financiamentos, apresentaram uma taxa de variação anual de 0,3%.

Este indicador, diz o banco central, “não era positivo desde Maio de 2011”, período em que a troika de credores (FMI, BCE e Comissão Europeia) chegou a Portugal.