Pedro Silva voou para o título em Palmares

Vence 1.º Torneio do Circuito Cashback World após volta final de 65 pancadas com dois eagles

Pedro Silva durante a segunda e última volta em Palmares, rumo ao título © FILIPE GUERRA/GOLFTATTOO/FPG
Foto
Pedro Silva durante a segunda e última volta em Palmares, rumo ao título © FILIPE GUERRA/GOLFTATTOO/FPG

Pedro Silva, do CG Miramar, e Sofia Sá, da Quinta do Peru, foram os vencedores das provas masculina e feminina do 1.º Torneio do Circuito Cashback World, que decorreu este fim-de-semana nos percursos Praia & Alvor do Onyria Palmares Beach & Golf Resort, em Lagos. 

Pedro Silva, de 16 anos, conquistou o seu segundo título no circuito com uma volta final de 65 pancadas, 7 abaixo do Par 72, abrilhantada ainda mais por um eagle no 36.º e último buraco regulamentar, e que lhe deu a vitória pela margem mínima sobre o seu companheiro de clube Daniel Rodrigues, que defendia o título neste 1.º Torneio.

Pedro e "Dani" cumprimentam-se no final da prova © FILIPE GUERRA/GOLFTATTOO 

Este foi o melhor resultado de sempre de Pedro Silva em relação ao Par em provas oficiais e incluiu outro eagle, no oitavo buraco de jogo, mas já no seu primeiro triunfo no Circuito Cashback World, por ocasião do 3.º Torneio de 2018, no Oporto Golf Club, em Espinho, ele finalizara com 65, 6 abaixo do Par 71, para ganhar com duas de vantagem sobre Vítor Lopes (Vilamoura). 

“Foi uma grande volta, o Dani e eu viemos sempre muito perto um do outro, jogámos os dois bem e podia ter dado para qualquer um dos lados”, afirmou Pedro Silva. “O Dani merecia um pouco mais, o último buraco foi desesperante para ele, mas estou contente com a minha vitória e espero reproduzir isto no Internacional de Portugal [13-16 de Fevereiro, no campo do Montado, Palmela]”, acrescentou. 

Daniel Rodrigues, líder aos 18 buracos com uma volta inaugural de 71 (-1), então com a vantagem mínima sobre Afonso Girão (Oporto) e com duas à melhor sobre Pedro Silva, Pedro Neves (Miramar) e Ricardo Garcia (CG Ilha Terceira), terminou com um 68 (-4). No último buraco falhou por pouco (a bola rodou na borda do buraco) um putt de cerca de quatro metros para forçar o play-off. 

Feitas as contas, Pedro Silva totalizou 138 pancadas, 6 abaixo do Par, e Daniel Rodrigues somou 139 (-5). Foi uma questão a dois neste domingo, já que o terceiro classificado, Afonso Girão, do Oporto GC, que completou o grupo de honra a par daqueles dois, ficou a seis shots do vencedor, com 144 (72-72). Pedro Neves (Miramar) foi quarto com 146 (73-73) e Diogo Mealha (Miramar) completou o top-5 com 147 (77-70). 

Sofia Sá entra a ganhar em senhoras 

Sofia Sá durante a volta de domingo © FILIPE GUERRA/GOLFTATTOO/FPG

Também na prova feminina Sofia Sá, da Quinta do Peru, veio de trás para ganhar o 1.º Torneio. Com 72 pancadas no sábado, a bicampeã da Taça da FPG, de apenas 14 anos, era segunda classificada aos 18 buracos, com a desvantagem mínima para a sua companheira de clube Leonor Medeiros, e hoje repetiu a marca para, com um total de 144 (Par), ganhar com quatro à melhor sobre a anterior líder e n.º 1 no Ranking Ouro do circuito em 2019, que fechou com um 77 para um total de 148 (+4). 

“Foi a minha primeira vitória neste circuito no gross, e foi uma vitória que me deu alguma confiança para os próximos torneios e também certezas de que estou a trabalhar bem e no caminho certo”, disse Sofia ao Gabinete de Imprensa da FPG. 

Ana da Costa Rodrigues, de Miramar, campeã nacional de sub-14 em 2018, foi terceira com 154 (+10). 

Pedro Silva e Sofia Sá foram também os vencedores em net, mas como os prémios não são acumuláveis coube a Ricardo Serpa, do CG Vilamoura, e Ana da Costa Rodrigues ficarem com os troféus para os primeiros na competição Prata.

Veja mais em www.golftattoo.com