Saldo entre mortes e nascimentos negativo pelo décimo ano consecutivo

No ano passado nasceram 87.325 crianças que sobreviveram e morreram 113.477 pessoas no território nacional.

Foto
Miguel Manso

Portugal teve menos nascimentos do que mortes em 2018, um saldo natural negativo que se repete há dez anos, divulgou nesta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

No ano passado nasceram 87.325 crianças que sobreviveram e morreram 113.477 pessoas no território nacional.

Apesar de terem nascido mais bebés de mães que moram no território português em relação a 2017 (86.793, mais 1%), aumentou o número de residentes em Portugal que morreram (112.955, mais 2,9% que em 2017).

O saldo natural foi negativo (-25.982) contra um saldo negativo de -23.604 do ano anterior.

Os dados fazem parte dos números preliminares das Estatísticas Vitais, que o INE divulgou nesta sexta-feira

Sugerir correcção