A moda também nos entra pelos ouvidos

A história da fundação da Farfetch pela voz do próprio José Neves, a inspiração para a última colecção da Maison Margiela e o jogo das cadeiras entre os directores criativos das maiores casas de moda internacionais — as grandes casas de moda, mas não só, descobriram uma nova maneira de chegar ao público: os podcasts.

Foto
UNSPLASH/ Melanie Pongratz

Hoje em dia John Galliano prefere sussurrar — ou antes, enunciar vigorosamente — detalhes sobre as suas colecções do que enfrentar multidões de jornalistas nos bastidores. O director criativo da Maison Margiela começou no Verão do ano passado a gravar um podcast (The Memory of … With John Galliano) para explicar a inspiração por detrás de cada temporada. A New York Magazine chamou-lhe "ASMR artesanal de moda", em referência à voz reconfortante do criador.

O criador britânico não está sozinho no universo dos podcasts de moda. Há cada vez mais marcas a apostar neste formato. O 3.55 (da Chanel) e o Gucci Podcast são exemplos disso. E, ainda que não tenham grandes audiências, “contam uma história mais longa e íntima”, aponta Kate Oldham, da Saks Fith Avenue, citada pelo Business of Fashion.

A partir de Janeiro deste ano, o Where Brains Meet Beauty — um dos podcasts mais bem classificados de moda e beleza — juntou-se à Saks Fith Avenue, onde a partir de agora serão gravados episódios mensais ao vivo. Já os armazéns Barneys têm também um podcast (The Barneys Podcast), que junta em cada episódio alguns executivos da empresa e grandes nomes da indústria da moda, como o criador Alexander Wang e Rick Owens. Também a Sephora gravou uma série de episódios ao vivo.

Do lado das marcas de roupa, o podcast bilingue da Chanel, que é gravado na Opéra Garnier, centra-se na dança e na forma como esta inspirou a noção de corpo e movimento da própria Gabrielle ​Chanel. Entre os convidados estão coreógrafos, bailarinos e actores como Keira Knightley. O podcast da Gucci é uma conversa entre o director criativo da marca, Alessandro Michele, e algumas figuras com quem este colabora.

Entre os podcasts com mais sucesso, no topo dos rankings da categoria de moda e beleza, estão o do Business of FashionOh Boy (que nasceu do site Man Repeller) e o podcast da Vogue

A colaboração entre a Girlboss Radio (criada por Sophia Amoruso, fundadora do site Nasty Gal), a Uber e a marca de culto de bagagem Away mostra uma solução de meio termo: não é simplesmente um anúncio de 30 segundos num podcast de maior alcance, nem tão pouco um podcast próprio, que possivelmente teria uma audiência mais pequena. A série de seis episódios, Jump Start, é apresentada pela co-fundadora da Away, Jen Rubio, que fala sobre sua experiência como empreendedora em Silicon Valley — um conteúdo talhado à imagem da Girlboss Radio. Também a Sephora patrocinou uma mini-série de seis episódios, #LIPSTORIES, com a Girlboss.

Tendo em conta a natureza visual da indústria da moda, poder-se-ia imaginar difícil a afirmação dos podcasts, mas a verdade é que têm tido algum sucesso. Além disso, o investimento neste tipo de acções é relativamente baixo, sobretudo quando muitas marcas aproveitam a equipa que já têm. “Os podcasts são uma grande táctica — simplesmente não será a táctica de alcançar um público mais amplo. A tendência é ter a audiência mais entusiástica, onde realmente se ganha uma relação de qualidade”, comenta Jason Goldberg, executivo da Publicis, citado pela mesma publicação.

Deixamos-lhe aqui uma lista de podcasts de moda e beleza para ouvir durante a semana:

The Business of Fashion Podcast

Tal como o site fundado em 2007, o podcast do Business of Fashion centra-se em questões pertinentes à indústria da moda. Cruza jornalistas do site e o seu fundador Imran Ahmed com convidados como Maria Grazia Chiuri e aborda temas desde uma análise ao império de moda das Kardashian a "algoritmos e unicórnios". A série Drive, por exemplo, arrancou com a história da fundação da Farfetch, pela voz do próprio José Neves.

Girlboss Radio

O podcast é apenas uma parte do universo Girlboss Media, criado por Sophia Amoruso, fundadora da loja online de roupa Nasty Gal. Este inclui ainda a auto-biografia #GIRLBOSS, que por sua vez deu origem à série do mesmo nome da Netflix. A cada episódio do podcast, Amoruso fala com "mulheres que puxam barreiras e deixaram a sua marca", como a criadora Rebecca Minkoff e a youtuber e criadora do serviço de subscrição Ipsy Michelle Phan.

The Glossy Podcast 

Um podcast semanal sobre o impacto da tecnologia nas indústrias da moda e do luxo, "com as pessoas que a fazem acontecer". Em quase 100 episódios, já teve convidados como a bloguer Blair Eadie (do Atlantic-Pacific) e Miranda Kerr, modelo e fundadora do Kora Organics.

Oh Boy

Uma extesão do blogue de moda Man Repeller, Oh Boy é um podcast dedicado a mulheres de várias áreas criativas. As conversas, conduzidas pelo realizador Jay Buim, incluem figuras como a célebre feminista Gloria Steinem e Miki Agrawal, CEO e co-fundadora da Thinx, uma marca de roupa interior à prova do período. O primeiro episódio foi com Leadra Medine, fundadora do Man Repeller.

Fashion No Filter

As entrevistas Camille Charrière e Monica Ainley apresentam uma visão dos bastidores da indústria da moda, através de entrevistas com insiders. Falam, por exemplo, com Vanessa Friedman, editora de moda do New York Times, sobre a história de abuso sexual que levou a Condé Nast a suspender os fotógrafos Mario Testino e Bruce Weber e analisaram o fenómeno do jogo das cadeiras que tem acontecido nos últimos anos entre os directores criativos das maiores casas de moda internacionais.

American Fashion Podcast

É um podcast para "o verdadeiro nerd de moda", aponta a Harper's Bazaar. Os três apresentadores, Charles Beckwith, Seth Friedermann e Lisa-Maria Radano abordam todo o tipo de temas relacionados com a indústria da moda — com enfoque no mercado norte-americano —, recorrendo ao ponto de vista de profissionais de diferentes áreas, desde criadores a empresários, passando por fotógrafos, compradores e revendedores.