Elon Musk revela vídeo do propulsor para levar humanos a Marte

Propulsor Raptor deverá equipar a Spaceship, com a qual a SpaceX quer transportar humanos à volta do mundo e até mais longe no espaço.

Foto
Topo da Starship, segundo um desenho divulgado pela SpaceX Elon Musk/Twitter

Por umas horas, o empresário Elon Musk despiu a farda de patrão da Tesla e reencarnou a faceta pública menos frequente de empresário aerospacial, para mostrar ao mundo as primeiras imagens vídeo do propulsor que a SpaceX está a construir para permitir viagens espaciais, eventualmente até para levar humanos a Marte.

Praticamente um ano depois de ter enviado para o espaço o foguetão Falcon Heavy, lançado a 6 de Fevereiro de 2018, Elon Musk – o homem que queria ser marciano – exibiu no Twitter o propulsor Raptor, que pretende usar nas próximas viagens pelo espaço. Acompanhado de uma mensagem em que diz estar "orgulhoso pelo excelente trabalho da equipa da SpaceX", Musk revela dois vídeos na conta pessoal no Twitter, seguida por 24,5 milhões de pessoas.

Há um ano, a empresa criada por este empresário com tripla cidadania (sul-africana, canadiana e norte-americana) mudou as regras do jogo ao mostrar ser capaz de construir um foguetão reutilizável para ir ao espaço e voltar. Na ocasião, a SpaceX transportou um carro da outra empresa de Musk, a Tesla, com um manequim ao volante, que ficou para a história com o nome Starman (Homem-estrela). O carro foi colocado em órbita à volta do Sol, ao som de Life on Mars, música de David Bowie. O objectivo era colocá-lo a orbitar Marte, cujo planeta tem sido uma das metas de Musk, que se formou nos EUA em Economia e Física Aplicada.

O propulsor Raptor, agora testado, equipará o foguetão Big Falcon Rocket (BFR), agora rebaptizado como Starship. O teste deste domingo teve lugar no Texas, para onde a empresa transferiu os ensaios, depois de deixar Los Angeles, na Califórnia, onde começou inicialmente a construir o foguetão. 

PÚBLICO -
Foto
Imagem artística da Starship Elon Musk/Twitter

Dono de uma gigantesca fortuna pessoal, avaliada em 22,1 mil milhões de dólares, Musk sonha com a construção de uma colónia humana em Marte. A Starship é o aparelho que a SpaceX quer usar para viagens rápidas à volta do mundo e, eventualmente, transportar humanos até ao chamado planeta vermelho.

Num dos vídeos, vê-se o propulsor a disparar, com as chamas a assumirem um tom esverdeado. O combustível utilizado é metano e Musk argumenta, mais tarde, num debate com alguns seguidores no Twitter, que a cor verde se deve ou à saturação de cores da câmara que usou para a gravação ou por causa da existência de uma pequena quantidade de cobre na câmara.

A SpaceX fez o primeiro lançamento de outro tipo de foguetão a 11 de Janeiro deste ano, transportando satélites da Iridium. Nesse mesmo dia, a empresa fundada pro Musk anunciou o despedimento de 577 pessoas, equivalente a 10% da força laboral. A empresa era avaliada em 30,5 mil milhões de dólares, em Janeiro, altura em que dispersou parte do capital para angariar 273 milhões de dólares.

Há quatro meses, em Setembro de 2018, soube-se que o magnata japonês Yusaku Maezawa, de 42 anos, comprou à SpaceX todos os lugares a bordo do foguetão que a empresa está a construir, podendo vir a ser o primeiro homem a viajar até à Lua como turista. A Starship tem 106 metros de altura e 85 toneladas (4000 toneladas quando totalmente abastecida).