Reuters/ADREES LATIF

Dez anúncios do Super Bowl, a 4,4 milhões de euros por 30 segundos

O PÚBLICO mostra-lhe alguns dos anúncios que os norte-americanos que estiverem ligados à CBS vão poder ver este domingo.

A final do campeonato de futebol americano acontece este domingo à noite em Atlanta, na Geórgia. Dentro de campo os New England Patriots defrontam os Los Angels Rams, mas fora do campo são as marcas que lutam por chamar à atenção no intervalo publicitário mais caro do mundo.

O evento que tem fama mundial ​também pelas audiências que consegue juntar é uma mina para o canal CBS, que transmite o encontro e cobra cinco milhões de doláres (quase 4,4 milhões de euros) por cada 30 segundos de anúncio.

Em Portugal o jogo pode ser visto na Eleven Sports (no canal 1 com emissão em língua portuguesa e no canal 2 com emissão original) às 23h (hora em Portugal continental).

O PÚBLICO mostra-lhe alguns dos anúncios que os norte-americanos que estiverem ligados à CBS vão poder ver esta noite:

Pepsi

Num restaurante, uma cliente pede uma cola. O empregado pergunta-lhe se "é OK ser Pepsi?", uma afirmação que gera revolta numa terceira personagem que entra em cena e afirma "Pepsi é mais do que OK!"

Amazon 

A empresa promove a sua assistente pessoal Alexa imaginando como seria se o sistema estivesse implementado em mais áreas da vida quotidiana – como uma escova de dentes ou um cão.

Pringles

Neste anúncio, uma assistente pessoal lamenta não poder provar todos os sabores das batatas fritas.

Colgate

Para aquelas pessoas que gostam de proximidade nas conversas, a empresa de pasta dentífrica apresenta a sua solução.

Hyundai

Há coisas dolorosas na vida, mas, para a marca sul-coreana, comprar um carro aparentemente não é um exemplo.

Avocados from Mexico

A marca promove um concurso em que são os cães que representam os seus donos. Uma espécie de mundo ao contrário, mas onde o homem não morde o cão: come guacamole.

Doritos

Neste vídeo, Chance the Rapper e os Backstreet Boys estão divertidos a dançar. Não tem grande história, mas dá para recordar os êxitos dos cinco rapazes que fizeram furor nos anos 90.

Olay

A marca que vende produtos para a pele mostra que, se o seu telefone tiver reconhecimento fácil, podem existir problemas depois de aplicar os cremes corporais.

Michelob Ultra

Os robots não são movidos a cerveja.

Skechers

A empresa de sapatos quer que a vida seja fácil com os seus ténis.