Centro Nacional de Cibersegurança oferece curso para evitar riscos online

A formação online dura 15 horas e começa no dia 5 de Fevereiro, o Dia da Internet Mais Segura.

Portugal tem "uma taxa de incidência de malware acima da média" da União Europeia
Foto
O curso é feito à distância e dura 15 horas Daniel Rocha

Já há 600 portugueses inscritos no novo curso online do Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS).

A organização prepara-se para lançar a "Ciberhigiene", que é a primeira edição de uma formação de 15 horas para ensinar os utilizadores em Portugal a navegar de forma mais segura na Internet e evitar burlas online. Começa no dia 5 de Fevereiro, que marca o Dia da Internet Mais Segura 2019 (a data é comemorada anualmente em 140 países).

O nome da primeira edição do curso Cidadão Ciberseguro é uma analogia à higiene pessoal. “[É] o equivalente a rotinas simples que minimizem os riscos de ameaças de cibersegurança de um cidadão”, lê-se num comunicado da CNCS. A gestão da formação é definida por cada participante.

O curso chega numa altura em que o aumento do número de utilizadores da Internet em Portugal tem impulsionado o aumento de casos de criminalidade informática. Dados de 2017 da Microsoft notam que Portugal tem "uma taxa de incidência de malware acima da média" da União Europeia.

A inscrição no Ciberhigiene também está disponível para empresas que queiram informar os seus trabalhadores sobre os perigos online. O aumento dos ciberataques à escala global está a preocupar mais as empresas em Portugal: 57% das que participaram num inquérito anual identificaram a possibilidade de serem vítimas de um ciberataque como a principal preocupação para 2018.

A tendência é internacional, com o Global Risks Report 2018, realizado pelo Fórum Económico Mundial, a mostrar resultados semelhantes, porque os ataques deixam de ser "considerados raros".

O novo curso do CNCS está dividido em três módulos com a duração de cinco horas: cada um incide numa área específica em que se usam os aparelhos electrónicos de forma diferente (a casa, o trabalho, e o exterior). O comportamento social na Internet e a identidade são alguns dos tópicos recorrentes.

No final do curso, há a possibilidade de realizar um teste para receber um certificado de “Cidadão Ciberseguro”. Os interessados podem inscrever-se directamente no site do CNCS. 

Sugerir correcção