Madonna gravou e rezou com a Orquestra Batukadeiras

A cantora, que já anunciou para breve o próximo álbum inspirado em Lisboa, partilhou no Instagram um vídeo gravado em estúdio.

Foto
REUTERS/Mario Anzuoni

O próximo álbum de Madonna está para breve. Na semana passada, a cantora norte-americana escreveu no Instagram que mal pode esperar para mostrar como Lisboa a inspirou. Desta vez, partilhou um vídeo com a Orquestra Batukadeiras, mostrando uma oração em grupo no final de uma “sessão de gravação mágica”.

“Que sorte ter estas incríveis e poderosas [mulheres] no meu disco”, escreveu a cantora na sua conta do Instagram. Identificou ainda na publicação o músico Dino D'Santiago, com quem interpretou no Verão de 2017 Like a Virgin, num ritmo lento — um momento que também chegou às redes sociais. Semanas depois, a cantora publicou vídeos de mulheres a tocar ritmos Batuku — um estilo originário de Cabo Verde — e Kuduru.

A Orquestra Batukadeira de Portugal partiu da iniciativa de Dino D'Santiago, após ter sido convidado pela Associação de Mulheres Cabo-verdianas de Lisboa para ser padrinho do encontro de batukadeiras de 2017, de acordo com o jornal A Nação de Cabo Verde. “Juntámos elementos de cada grupo (sempre rotativos, consoante as possibilidades de cada membro) e a primeira pessoa a ter o privilégio de se deslumbrar com o momento foi a própria Madonna”, conta o músico à mesma publicação. 

Segundo a Blitz, a cantora já gravou com vários artistas residentes em Portugal, num estúdio em Paço de Arcos. A revista avança que o próximo álbum (o 14.º) será editado no primeiro semestre de 2019; e aponta para alguns nomes possíveis: Blaya, Anitta, Dino D’Santiago, Kimi Djabaté. Numa entrevista à Entertainment Weekly acerca do álbum que estava a preparar, em Setembro de 2017, Madonna falou sobre os diferentes estilos de música que ouvia pelas ruas de Lisboa e afirmou que esse disco seria mais intimista. “Chegou a altura de optar por uma abordagem diferente e voltar à beleza e à simplicidade da música”, afirmou.

Desde a chegada a Lisboa, em 2017, que a cantora se tem integrado na cena musical da cidade. E foi partilhando essas experiências no Instagram: assistiu à interpretação de Vânia Duarte de Havemos de ir a Viana, na Casa de Linhares e cantou com Celeste Rodrigues o tema Can't Help Falling In Love — lançado em 1961 por Elvis Presley —, ao som de uma guitarra.

As duas tornaram-se próximas e Madonna até chegou a convidar a fadista para passar consigo o ano, de 2017 para 2018. Dos vários fadistas que ouviu pelas ruas de Lisboa, "a grande fixação dela é a Celeste", comentou o guitarrista Pedro Castro, dono da Mesa de Frades, onde estas fizeram o dueto de Elvis. Em Agosto, assinalou a morte da fadistapublicando novamente um vídeo desse mesmo dueto. “Tão sortuda de ter conhecido, ouvido e cantado com esta incrível lenda do fado. Que descanse com os anjos”, escreveu na legenda.