Penáltis tiram Mónaco da final da Taça da Liga

Guingamp de Pedro Rebocho estraga estreia de Leonardo Jardim e Gelson Martins.

Fotogaleria
dr
Fotogaleria
dr

O Mónaco falhou esta terça-feira, na estreia de Leonardo Jardim e de Gelson Martins, o apuramento para a final da Taça da Liga de França ao perder com o Guingamp (5-4) - "carrasco" do Paris Saint-Germain - no Stade de Roudourou, na Bretanha, no desempate por grandes penalidades, depois do 2-2 no final dos 90 minutos​.

Rony Lopes (18'), em remate acrobático, e Aleksandr Golovin (24'), ambos com assistência do reforço cedido pelo Atlético de Madrid, Gelson Martins, começaram por contrariar a lógica de um jogo que começava gelado para os monegascos, que aos 14 minutos viam o médio William Vainqueur receber ordem de expulsão por entrada violenta sobre Marcus Thuram.

Com 12 futebolistas lesionados e, surpreendentemente, sem Radamel Falcao entre as opções para esta meia-final, o Mónaco - que já chegou a acordo com Carlos Vinícius, avançado brasileiro cedido pelo Nápoles até ao final da época (depois de ter estado emprestado ao Rio Ave, que autorizou os exames médicos) - sofreria, contudo, no primeiro lance da segunda parte um rude golpe com o golo de Mendy (46'), tendo mesmo permitido que o Guingamp de Pedro Rebocho igualasse por Thuram (55').

Até final não houve mais alterações, com o Guingamp a jogar uma cartada final ao substituir o guarda-redes sueco Karl Johnsson pelo ex-Mónaco Caillard, especialista na defesa de penáltis. A estratégia resultou, apesar de Subasic ter brilhado na baliza monegasca, com a equipa de Jardim a acabar por cair na lotaria das grandes penalidades.

Esta quarta-feira será conhecido o outro finalista, com o Estrasburgo a receber o Bordéus (17h45).