Após três noites de violência, não houve vandalismo na Grande Lisboa

De acordo com a PSP, não há informação sobre acções de vandalismo e violência durante a madrugada desta sexta-feira, dia de manifestações marcadas no Seixal e em Lisboa.

Foto
LUSA/RUI MINDERICO

À quarta noite, a paz chegou. Ao contrário das últimas três noites, na madrugada desta sexta-feira a PSP não registou quaisquer desacatos na área da grande Lisboa. Uma acalmia muito diferente da que se viveu nas últimas três noites, com actos de vandalismo em Setúbal e Lisboa.

De acordo com a PSP, não há informação sobre acções de vandalismo e violência durante a madrugada desta sexta-feira, dia de manifestações marcadas no Seixal e em Lisboa.

Desde terça-feira que a situação era muito diferente. Na terça-feira, o país amanheceu com a notícia de que a esquadra da PSP no bairro da Bela Vista foi atingida por cocktails molotov e na Póvoa de Santo Adrião e Odivelas, distrito de Lisboa, foram incendiados caixotes do lixo e viaturas com os mesmos engenhos explosivos.

Na quarta-feira contabilizaram-se 24 caixotes do lixo queimados na Grande Lisboa e em Setúbal e ainda uma viatura queimada no bairro da Bela Vista. 

Um dia depois, voltaram a arder alguns caixotes do lixo e um autocarro da TST – Transportes Sul do Tejo em Setúbal. Em Loures, um veículo da PSP foi apedrejado.

Na sequência destes incidentes, a PSP reforçou o policiamento na Bela Vista, em Setúbal, algumas zonas dos concelhos de Loures, Odivelas e Sintra (distrito de Lisboa).

Para a tarde desta sexta-feira está marcada uma manifestação em frente à Câmara Municipal do Seixal convocada pela página do Facebook A Voz da Mãe Preta. A família de Hortencio Coxi, detido no passado domingo durante desacatos no Bairro da Jamaica, já pediu, num vídeo no Facebook, que o protesto se faça “pacificamente”. Apesar disso, a PSP tem preparado um dispositivo de segurança “normal”.

Em Lisboa, o Partido Nacional Renovador (PNR) convocou uma manifestação de “apoio à polícia”, no Terreiro do Paço, junto à sede do Bloco de Esquerda.