Isabel II pediu "consenso" ao povo e todos dizem que foi um comentário sobre o "Brexit"

Para o ministro das Finanças britânico, Philip Hammond, as palavras da rainha são de "uma grande sabedoria".

Isabel II
Foto
Isabel II EPA

A rainha Isabel II incitou o povo britânico a encontrar "consenso" e a respeitar "os diferentes pontos de vista", num discurso no Women's Institut em Sandringham na quinta-feira. Para os comentadores, a monarca estava a comentar as divergências entre a classe política e os cidadãos sobre o "Brexit".

Na semana que vem, os deputados em Westminster voltam a votar sobre a saída do Reino Unido da União Europeia - trata-se de um conjunto de emendas que propõem uma saída para o impasse após o plano de saída apresentado pela primeira-ministra Theresa May ter sido rejeitado no Parlamento.

May não apresentou propriamente um "plano B" mas os partidos, sobretudo a oposição trabalhista, avançou ainda assim com emendas, que vão desde o adiamento do artigo 50, que determina a saída a 29 de Março, até à rejeição de uma saída sem um acordo com Bruxelas (o chamado "hard Brexit", de consequências imprevisíveis para a economia do reino).

Os monarcas britânicos não costumam fazer comentários de carácter político, mas no discurso de Natal Isabel II já tinha deixado subtilmente uma mensagem do mesmo teor, de apelo a um consenso.

Para o ministro das Finanças, Philip Hammond, as palavras da rainha são de "uma grande sabedoria". "Penso que ninguém fica surpreendido por ouvir a rainha a defender que devemos chegar a um compromisso perante assuntos controversos, que cheguemos a um terreno comum e que encontremos uma forma de avançar", disse ao programa Today da Radio 4.

Outros membros do Governo conservador elogiaram a rainha: o ministro da Saúde, Matt Hancock, e a ministra do Trabalho e das Pensões, Amber Rudd, também se referiram a "sábias palavras".

O gabinete de Theresa May recusou comentar as palavras de Isabel II. "O ponto de vista da primeira-ministra é que devemos sempre respeitar o ponto de vista dos outros".