Torne-se perito

Navegador da Microsoft alerta para sites com notícias falsas

O Breitbart, um site de notícias americano da extrema-direita, o tablóide inglês Daily Mail, e o site russo Russia Today estão entre aqueles que mostram um símbolo de alerta na barra de endereço.

Foto
Uma cabine de voto no Brasil, onde as últimas eleições foram marcadas por desinformação Miguel Manso

Quem usa a versão mais recente do navegador de Internet da Microsoft, o Edge, no telemóvel pode receber avisos sobre sites de notícias que contêm informação de pouca confiança, enganosa, ou mesmo falsa. 

A Microsoft juntou-se à NewsGuard, uma plataforma de verificação de factos criada pelos antigos jornalistas norte-americanos Steven Brill e Gordon Crovitz, para ajudar os seus utilizadores a filtrar informação de pouca qualidade de Internet, especialmente vinda de sites noticiosos. Os avisos mostrados aos utilizadores baseiam-se em vários critérios, que incluem, por exemplo, a transparência sobre a publicidade, a quantidade de vezes que os jornalistas se enganam na informação que publicam, e a quantidade de vezes que admitem e corrigem os erros. 

O Breitbart, um site de notícias americano da extrema-direita, o tablóide inglês Daily Mail, e o site russo Russia Today estão entre aqueles que mostram um símbolo de alerta da NewsGuard na barra de endereços. “Continue com cuidado: geralmente, este site não mantém padrões básicos de precisão e responsabilização”, lêem os utilizadores que utilizam o navegador Edge no telemóvel.

Ao clicar sobre o alerta é possível aceder a informação sobre os motivos que levam um site a ser identificado. Além de incluir as fontes, cada análise é assinada pelos membros da NewsGuard que o criaram. A aplicação explica que “recorre a jornalistas e editores qualificados para avaliar sites de notícias” e que “não é uma caixa negra composta de algoritmos”.

Para já, a funcionalidade ainda não incluí informação sobre sites noticiosos portugueses (embora os alertas estejam em português). Há, no entanto, a opção de pedir que a equipa da NewsGuard os avalie.

PÚBLICO -
Foto

A parceria da Microsoft com a NewsGuard já tinha sido anunciada em Agosto de 2018, na forma de uma extensão para instalar no navegador do computador, mas agora vem integrada na versão do Edge para telemóveis (Android ou iOS).

Para activar a funcionalidade, basta abrir a aplicação Edge no telemóvel (disponível para descarregar gratuitamente) escolher Definições > depois Classificação de Notícias e activar a opção “Apresentar classificação na barra de endereços”.

Embora o mais recente navegador da Microsoft apenas represente cerca de 4,3% do mercado de navegadores para computadores e 0,07% dos navegadores para telemóveis (o Chrome, do Google, tem uma fatia de 64% em ambos os tipos de dispositivo), a novidade é mais um dos esforços recentes das tecnológicas para combater notícias falsas.

O Google e o Facebook, que é uma das redes sociais que mais contribui para a disseminação de notícias falsas, também já lançaram várias iniciativas. O Facebook criou um botão de contexto que permite que os utilizadores acedam a informação sobre a fonte de uma notícia sem terem de sair da rede social, e o Google lançou ferramentas que facilitam a denúncia de conteúdo ofensivo ou enganador.

“A indústria e o sector público têm de se juntar para desenvolver abordagens mais sistemáticas para promover a literacia digital”, lê-se no comunicado da Microsoft sobre a parceria iniciada em 2018 com a Newsguard. Foi assinado por Tom Burt, vice-presidente, que frisou que é a “desinformação que distorce a democracia.”

Sugerir correcção