Model 3 aprovado para a Europa num momento difícil da Tesla

Fabricante pode começar a entregar na UE o modelo mais vendido no EUA. Acções continuam no vermelho, após anúncio de 3000 despedimentos.

Foto
James Glover

A Tesla já tem luz verde para vender o Model 3 na Europa. As entregas deverão começar em Fevereiro, numa altura em que as acções estão no vermelho, depois do anúncio da redução de 7% da força laboral. 

A homologação deste modelo, que a Tesla construiu a pensar na mobilidade eléctrica para as massas, era a última barreira que existia antes da chegada do Model 3 às estradas na Europa. A aprovação foi revelada pela Autoridade Holandesa de Veículos (RDW), que é uma das entidades europeias com a missão de licenciar carros e componentes de automóveis.

É uma boa notícia para o fabricante norte-americano, que atravessa mais um momento difícil na sequência das novidades reveladas por Elon Musk na semana passada. Num email enviado à empresa na última sexta-feira, o CEO da Tesla comunicou a reestruturação, justificando-a com a necessidade de reduzir custos para se manter competitiva. Em Wall Street, as acções da empresa caíram cerca de 13% desde quinta-feira, dos 347 dólares para 302 dólares, no encerramento de sexta-feira.

"A partir de Maio, temos de entregar o Model 3 de gama média em todos os mercados, porque precisamos de chegar a mais consumidores. Além do mais, precisamos de continuar a progredir rumo a versões mais baratas do Model 3 (...) até porque a partir de 1 de Julho, este produto será 1875 dólares mais caro", escreve Musk. O CEO da Tesla aludia ao corte de 50% no crédito fiscal para a aquisição de veículos eléctricos, que o Governo dos EUA decidiu fazer e que, consequentemente, vai encarecer o preço final para consumidores.

No mercado interno, o Model 3 foi o carro de luxo mais vendido em 2018. Agora, com a chegada à Europa, a Tesla vai disputar o mercado "em casa" dos principais rivais como a BMW, a Mercedes e a Audi, dentro do mesmo segmento.

Bélgica será porta de entrada

Os primeiros clientes portugueses que quiserem ter um Model 3 terão de desembolsar 60.200 euros ou 71.300 euros para terem uma das duas versões que a empresa vai colocar à venda em Portugal.

Segundo a televisão regional belga Focus-WTV, o construtor norte-americano escolheu o porto de Zeebrugge (em Bruges, na zona leste da costa belga) como porta de entrada do Model 3 na Europa.

A mesma fonte diz que a Tesla descarregará 3000 exemplares todas as semanas e que escolheu a empresa ICO para fretar navios RoRo (roll-on, roll-off), capazes de carregar e descarregar rapidamente carros. Algo que, em Portugal, só poderia ser feito no porto de Setúbal, utilizado pela Autoeuropa para despachar as exportações do grupo Volkswagen.