Sporting e Benfica asseguram quartos-de-final da Liga Europeia

"Leões" derrotaram o Liceo e consolidaram a liderança do Grupo A. Benfica também se apurou, com um empate.

Foto
DR

O Sporting alcançou neste sábado o apuramento para os quartos-de-final da Liga Europeia de hóquei em patins. No pavilhão João Rocha, os "leões" impuseram-se ao Liceo na 4.ª jornada do Grupo A e consolidaram o comando, com 12 pontos, garantindo desde logo a qualificação.

Pedro Gil abriu o marcador para o Sporting, mas o Liceo respondeu e virou o resultado para 1-3, com golos de Josep Lamas, Edu Lamas e Carlos di Benedetto. João Pinto reduziu para 2-3 e foi assim que o encontro chegou ao intervalo.

O mote estava dado para nova reviravolta e os "leões" confirmaram a superioridade no segundo tempo. Raul Marin empatou, Pedro Gil elevou para 4-3 e Marin bisou para estender a vantagem para 5-3, antes de Edu Lamas voltar a marcar para os espanhóis e de João Pinto fixar o marcador final em 6-4.

Empate a dois segundos do fim

Quem desperdiçou uma ocasião soberana para também alcançar já os 12 pontos no grupo foi o Benfica. Com três triunfos em outros tantos jogos à entrada para esta ronda, os "encarnados" entraram a ganhar no pavilhão da Luz diante do Noia, com um golo de Jordi Adroher. Albert Casanovas e Diogo Rafael elevaram a contagem ainda antes do intervalo e o marcador assinalava 3-0 na altura do descanso.

O Noia, porém, não baixou os braços e reduziu por Sergi Lorca, de penálti. A meio do segundo tempo, Valter Neves assinou o 4-1 e o vencedor parecia encontrado, mas a resposta catalã foi contundente: Sergi Aragonés fez o 4-2 e, já dentro do último minuto de jogo, os visitantes marcaram dois golos, o último dos quais a dois segundos do final.

O Benfica soma agora 10 pontos na liderança do Grupo D, mas já assegurou, pelo menos, o segundo lugar, que garante a passagem à próxima eliminatória da competição.

FC Porto à porta dos "quartos"

Muito perto, mas sem o passaporte para a fase seguinte ainda na mão, está o FC Porto. Os "dragões" deslocaram-se neste sábado ao pavilhão do Amatori Lodi, em Itália, onde alcançaram um empate num encontro com poucos golos.

Ao intervalo, o marcador ainda não tinha funcionado no PalaCastellotti e acabou por ser a equipa portuguesa a abrir as hostilidades, por Hélder Nunes, logo no primeiro minuto do reatamento. O empate chegou quatro minutos mais tarde, de penálti, e também pelo stick de um português, no caso Luís Querido.

O resultado já não se alterou, o que significa que o FC Porto comanda o grupo C, com 10 pontos, mais três do que o Lodi e mais quatro do que o Reus, que visita o Dragão Caixa na última jornada.