Torne-se perito

Antiga sede do FC Porto nos Aliados vai ser convertida em hotel

O prédio da antiga sede do FC Porto estava devoluto e será agora transformado num hotel temático associado ao clube.

Fotogaleria
NELSON GARRIDO
Fotogaleria
NELSON GARRIDO

O início das obras para um hotel de charme na Avenida dos Aliados, no Porto, vai ser assinalado na próxima segunda-feira na antiga sede do Futebol Clube do Porto, espaço onde vai construir-se a nova unidade hoteleira, anunciou esta sexta-feira fonte do clube.

"O FC Porto vai assinalar o início das obras de remodelação da antiga sede do clube na avenida dos Aliados, no coração da cidade do Porto, com vista a conversão num hotel, numa cerimónia marcada para segunda-feira, às 11:00, na antiga sede do clube na Avenida dos Aliados", confirmou a mesma fonte.

A cerimónia de apresentação vai ter a presença prevista do presidente do FC Porto, Pinto da Costa, bem como do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, e ainda do presidente executivo da empresa de construção civil Lúcios Engenharia, Filipe Azevedo, e do presidente executivo da sociedade gestora de fundos de capital de risco e de restruturação ESC Capital.

Em declarações à Lusa, um dos sócios da Lúcios, João Oliveira, confirmou que a empresa está envolvida no projecto hoteleiro, mas remeteu mais esclarecimentos sobre o valor do investimento, pormenores do empreendimento e datas de arranque da obra para a próxima segunda-feira, dia 21.

Em Novembro de 2015, o FC Porto anunciava uma proposta para arrendar as instalações da antiga sede na avenida dos Aliados para a instalação de um hotel de charme e cerca de um mês depois, a 17 de Dezembro, o clube confirmava que 18 entidades tinham levantado o dossiê de candidatura para a transformação da antiga sede do FC Porto numa unidade hoteleira.

Fernando Gomes chegou a referir que esperava ter "no primeiro trimestre" de 2016 uma decisão sobre o imóvel junto ao edifício da Câmara Municipal do Porto, na Praça General Humberto Delgado, com os números 321, 325 e 329, e que a intenção era ocupar o edifício com um hotel temático, para que não fosse "mais um hotel igual a todos os outros", mas um que tivesse a referência da marca FC Porto".

O prédio da antiga sede do FC Porto estava "devoluto", disse na altura Fernando Gomes, acrescentando que o melhor uso a dar àquele espaço seria um hotel, "concessionado" e que, findo o prazo estipulado com os interessados, o hotel reverteria para o FC Porto "com todas as benfeitorias".

A 12 de Janeiro de 2016, fonte do FC Porto adiantava que tinha recebido até àquela data cinco propostas para transformar a antiga sede do clube num hotel de charme, mas a 3 de Março de 2017 o clube anunciava um novo concurso público para transformar as instalações da antiga sede, porque não tinha gostado "de nenhuma das seis propostas que recebeu".

Sugerir correcção