PSP dispara balas de borracha para repor a ordem junto dos No Name Boys

Os elementos da claque estiveram envolvidos em confrontos com a polícia após o jogo contra o Santa Clara, em Ponta Delgada.

Foto
Elementos dos No Name Boys estiveram envolvidos nos desacatos após o jogo contra o Santa Clara, em Ponta Delgada, nos Açores João Silva/ Arquivo

A PSP fez disparos com balas de borracha para "repor a ordem", na madrugada de sábado, junto a uma discoteca de Ponta Delgada, onde adeptos da claque benfiquista No Name Boys tentaram agredir a polícia, foi divulgado este domingo.

A polícia tinha sido chamada cerca das 6h00 de sábado junto a uma discoteca, devido a agressões entre várias pessoas, quando "surgiu no local um grupo de cerca de 50 adeptos" da claque do Sport Lisboa e Benfica No Name Boys, revelou o Comando Regional dos Açores da PSP, em comunicado.

"Ao visualizar os elementos policiais, [a claque] procurou agredir os mesmos e arremessou na sua direcção diversas garrafas em vidro, pedras e pedaços de madeira, pelo que, por forma a salvaguardar a integridade física das vítimas dos confrontos anteriores – e que aguardavam assistência médica –, bem como dos elementos policiais, foi necessário efectuar quatro disparos de munições de baixa potencialidade letal, utilizando balas de borracha, para repor a ordem pública", relata a polícia.

Os autores das tentativas de agressão à polícia colocaram-se "em fuga", encontrando-se em curso "diversas diligências de investigação por parte da Esquadra de Investigação Criminal de Ponta Delgada no sentido de averiguar os contornos do sucedido, sendo oportunamente objecto de comunicação ao DIAP dos Açores".

O Benfica venceu na sexta-feira o Santa Clara, nos Açores, por 2-0, em jogo da 17.ª jornada da I Liga de futebol.

Sugerir correcção