É Un Poco Loco e já abriu portas em Aveiro

Bar e restaurante mexicano acaba de abrir na cidade da ria, com a bênção de Lupita. Tacos, tequila e mescal são apostas fortes da casa.

Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Depois das cozinhas dos restaurantes Le Moustache e Armazém da Alfândega, Daniel Cardoso está à frente do Un Poco Loco Adriano Miranda

A entrada num novo ano é sempre propícia a mudanças e novidades, e, no que diz respeito a este 2019, Aveiro não se pode queixar. Logo ao terceiro dia, a cidade ganhou um novo restaurante e bar, com um conceito ainda inexistente por aquelas bandas: servir o que México tem de melhor, em matéria de gastronomia e bebida. Tequila, mescal, guacamole, tacos e quesadillas são as estrelas da carta do Un Poco Loco, que acaba de abrir no Bairro das 5 Bicas, na zona central da cidade.

A filosofia da casa passa por respeitar ao máximo os sabores originais mexicanos – rejeitando as vertentes tex-mex -, sem deixar, contudo, de apostar em algumas inovações. Ou não fosse um dos responsáveis pelo projecto o chef Daniel Cardoso, que já liderou as cozinhas dos restaurantes Le Moustache (Lisboa) e Armazém da Alfândega (Aveiro). Depois de ter estado durante algum tempo no México, apaixonou-se pela cozinha daquele país da América e na hora em que teve de optar por um conceito para o seu projecto não hesitou. “É uma cozinha bastante complexa, um grande desafio, e além do mais ainda não existia nenhum restaurante mexicano em Aveiro”, destaca o chef que decidiu apostar nos tacos, nas quesadillas, nas tostadas e nas carnes maturadas para a carta do Un Poco Loco.

PÚBLICO -
Foto
Adriano Miranda

“Algumas pessoas chegam aqui e estranham porque não temos chili, nem fajitas ou burritos, mas é importante que percebam que o nosso conceito não é esse, o da ‘americanização’ da comida mexicana”, faz questão de evidenciar o chef, que também teve uma quota-parte de responsabilidade na decoração do espaço. “Queríamos um ambiente de taberna mexicana”, vinca. Um dos elementos que mais salta à vista é a imagem de Lupita – diminutivo do nome Guadalupe, a padroeira do México -, que está pintada à entrada do bar, por cima de uma espécie de altar. “Foi o meu tatuador, o Luís Sailor Willy Castel'Branco, que fez essa pintura”, revela, assegurando que a imagem “tem dado sorte” ao espaço e ao projecto. Ao lado, uma figura de barro de Santo António, padroeiro de Lisboa, a cidade de Daniel Cardoso; e também uma caveira mexicana, símbolo do Dia de Los Muertos.

Um bar que quer estar no mapa da cidade

Além de Daniel Cardoso, o projecto Un Poco Loco conta ainda com o empenho dos empreendedores Miguel Miranda e Ricardo Gomes. Em conjunto, querem oferecer à cidade de Aveiro não apenas um restaurante, mas também um bar. “As pessoas podem vir aqui só beber uma margarita, uma cerveja ou uma paloma. Queremos colocar este bar no mapa dos bares de Aveiro”, nota Miguel Miranda, o principal responsável por esta vertente do Un Poco Loco – esteve vários anos ligado ao projecto Gin Lovers.

PÚBLICO -
Foto
Adriano Miranda

E o que é que se bebe por ali? Cerveja mexicana (Corona, Pacífico e Modelo), cerveja Malquerida, “que, não sendo do México, foi criada para este tipo de gastronomia”, evidencia o especialista em bebidas, 16 variedades de tequila, quatro variedades de mescal, palomas, margaritas e tepache (sumo de ananás fermentado), entre outras opções. Para petiscar, no bar, apenas está disponível a opção do Guacamole Y Totopos, ou seja, guacamole e tiras de milho fritas. A pensar nos que estão com pressa, ou não conseguem assegurar um lugar à mesa ou no balcão – a casa não aceita reservas, sentando os clientes por ordem de chegada –, o Un Poco Loco decidiu criar um serviço de take-away, com um petisco único: “É um frango adubado, com um tempero mexicano, pasta achiote, e vai com nachos, guacamole e maçaroca de milho”, explica Daniel Cardoso. Também disponível para levar para casa (ou para onde quiser) está a proposta da Margarita Sharing – trocado por miúdos: um jarro (que na versão take-away é substituído por uma garrafa) de “margarita frozen”.