Derrocada na ilha das Flores deixa duas freguesias isoladas

Derrocada numa estrada na ilha das Flores, nos Açores, cortou os acessos às freguesias de Fajã Grande e Fajãzinha, mas não provocou feridos. A estrada já foi reaberta.

Foto
Os trabalhos decorreram durante todo o dia Imagem cedida por João Jorge

Uma derrocada numa estrada que faz a ligação entre as freguesias de Fajã Grande (com cerca de 200 habitantes) e Fajãzinha (com 76), na ilha das Flores, nos Açores, deixou as duas localidades com os acessos bloqueados. O desmoronar de terras terá ocorrido durante a madrugada, mas não provocou feridos, confirmou ao PÚBLICO fonte do Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA).

O desmoronar de terras terá ocorrido durante a madrugada, mas aquele serviço só terá sido notificado para o sucedido às 7h22.

Ana Isa Cabral, assessora do SRPCBA, avançou, pelas 15h, que decorriam os trabalhos de remoção de detritos, e que “uma parte da via já está transitável”. Estiveram no local nove elementos dos bombeiros de Santa Cruz das Flores, auxiliados por seis máquinas da Direcção Regional das Obras Públicas e Comunicações. 

A previsão indicava que, “a manter-se o ritmo dos trabalhos, a via esteja totalmente desobstruída e a circulação reposta perto do final do dia”, informou a assessora da Protecção Civil nos Açores. A estrada acabou por ser reaberta ao final da tarde.​

PÚBLICO -
Foto
João Jorge

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou a região dos Açores sob aviso amarelo (o terceiro mais elevado), devido às previsões de chuva que, por vezes, poderá ser forte, noticia a agência Lusa. O mau tempo atingirá, sobretudo, as ilhas das Flores e do Corvo, onde o mau tempo já se faz sentir. O alerta para as ilhas do grupo ocidental estará em vigor até às 17h locais (mais uma hora em Lisboa). 

Estas condições meteorológicas deverão estender-se ao grupo central e ao oriental. A autoridade marítima ordenou o fecho a toda a navegação do Porto das Poças, em Santa Cruz das Flores, devido ao estado do mar.