Está a pensar em aderir ao veganismo? Beyoncé e Jay-Z querem ajudá-lo

Há um novo movimento baseado na dieta Plant-based. Chama-se The Green Print e é apoiado por celebridades como Beyoncé e Jay-Z. O Culto também deixa algumas sugestões para facilitar a sua jornada.

Fotogaleria
Rawpixel/Unsplash
Fotogaleria
Capa do Livro de Marco Borges com prefácio de Beyoncé e Jay-Z DR

Têm-se multiplicado as correntes que propõem novos estilos de vida. Uma das mais recentes chama-se The Green Print e foi concebida por Marco Borges, fisiologista do exercício norte-americano e autor de best-sellers como The 22-Day Revolution, e que lançou um novo livro no início deste ano, The Greenprint: Plant-Based Diet, Best Body, Better World.

A dieta tem o apoio de Beyoncé e Jay-Z que se juntaram ao amigo e conselheiro de longa data e assinaram o prefácio do novo livro. Este propõe a filosofia vegana, mostrando como implementar novos hábitos, apresentando três planos alimentares, 60 receitas e 22 regras para implementar na sua vida. No final do ano de 2019, está previsto o lançamento de um documentário sobre o movimento, que pretende avaliar o impacto da dieta vegana no mundo.

Desde 2013 que Beyoncé e Jay-Z apoiam o veganismo e defendem que “os benefícios de uma só refeição plant-based por dia podem ter um grande impacto na saúde e no planeta”, refere o site. À semelhança do casal, várias celebridades já aderiram ao veganismo, como é o caso de Brad Pitt, Jennifer Lopez, Ellen DeGeneres e Miley Cyrus.

O veganismo é uma filosofia de vida que atenta não só à alimentação, mas também ao uso de cosméticos, roupas, mobiliário e até medicação que não possuam substâncias de origem animal, nem tão pouco que tenham implicado sofrimento aos animais. 

Em Portugal, estima-se que existam cerca de 120.000 vegetarianos, número que quadruplicou nos últimos dez anos, segundo dados do Centro Vegetariano. Esta tendência tem influenciado a proliferação de planos alimentares, produtos e serviços veganos no mercado. 

Se antes era difícil encontrar produtos exclusivamente veganos, agora as marcas têm multiplicado a sua oferta. Nos hipermercados e lojas especializadas existe uma panóplia de artigos aptos para aqueles que seguem o regime. Não há dúvida que a alimentação é o sector mais desenvolvido, mas também existem opções para outras áreas. A pensar nisso, o Culto deixa-lhe algumas sugestões para facilitar a sua decisão (ver caixa ao lado)

Também é cada vez mais fácil encontrar restaurantes com comida vegana. Em Lisboa, pode comer um hambúrguer de feijão preto na Vegana Burgers, no Cais do Sodré ou optar pelo buffet de almoço do Jardim dos Sentidos, no Príncipe Real. Na mesma zona pode visitar o Clube Lisboeta, e mais abaixo, no Bairro Alto, o daTerra. No Porto, espreite o carismático Bop Café no Bolhão, beba um copo de vinho vegano no Bar Apuro ou desfrute de um smoothie bowl no Zenith dos Aliados. 

E por falar em comida, existe o Desafio Vegetariano, a versão portuguesa do Veganuary, que consiste em, durante um mês, experimentar este estilo de vida, o veganismo, que tem como objectivos ajudar o planeta e proteger os animais.

Texto editado por Bárbara Wong