Governo adia para sexta-feira reunião com sindicatos dos enfermeiros

Reunião para reatar as negociações sobre a carreira de enfermagem estava marcada para esta quinta-feira

Manifestação de enfermeiros em greve em 12 de Janeiro
Foto
Manifestação de enfermeiros em greve em 12 de Janeiro LUSA/Tiago Petinga

O Governo adiou para sexta-feira a reunião com os dois sindicatos que convocaram a greve cirúrgica dos enfermeiros, segundo as estruturas sindicais.

A reunião para reatar as negociações sobre a carreira de enfermagem estava marcada para hoje na Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) e foi adiada a pedido da tutela para sexta-feira, adianta a Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros (ASPE) e o Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal (Sindepor).

Em declarações à agência Lusa, a presidente da ASPE, Lúcia Leite, informou que o adiamento da reunião poderá dever-se ao Governo precisar de mais tempo para apreciar a proposta apresentada pelos sindicatos.

A Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros (ASPE) anunciou na quarta-feira que vai desconvocar o primeiro de dois períodos de greve que tinham início este mês, uma forma de "criar espaço para as negociações", mas mantendo o segundo pré-aviso de uma paralisação prevista entre 14 de Janeiro e 28 de Fevereiro.

O Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal (Sindepor) também já desconvocou a greve que tinha agendada para entre os dias 8 e 11 de Janeiro.

Os enfermeiros reivindicam uma carreira que contemple a categoria de enfermeiro especialista, além de exigirem uma redução na idade da reforma, reivindicações que estiveram na base da greve em blocos operatórios. A greve levou ao adiamento de milhares de cirurgias entre 22 de Novembro e final de Dezembro.