United de Solskjaer não pára de ganhar, Nuno volta a perder

Desde que Mourinho foi despedido, os “red devils” somam quatro triunfos consecutivos. O Chelsea voltou a perder pontos.

Foto
Solskjaer manteve o registo 100% vitorioso Reuters/SCOTT HEPPELL

Quatro jogos, quatro vitórias, 14 golos marcados e três sofridos. Após o despedimento de José Mourinho, o Manchester United não pára de ganhar e nesta quarta-feira, em Newcastle, o norueguês Ole Gunnar Solskjaer manteve o início perfeito como treinador dos “red devils”. Após um mês de Dezembro quase perfeito – apenas foi derrotado pelo Liverpool –, o Wolverhampton de Nuno Espírito Santo foi batido pelo Crystal Palace, enquanto o Chelsea voltou a perder pontos em Stamford Bridge. Para esta quinta-feira está marcado o jogo de maior cartaz da 21.ª jornada da Premier League: Manchester City-Liverpool.

O contrato é válido apenas até ao final da época, mas Solskjaer começa a dar provas que pode ser mais do que um treinador de transição. Após a saída de Mourinho, o United apenas sabe ganhar e em Newcastle o treinador norueguês mostrou ter “estrelinha”: aos 63’ trocou Mata e Martial por Alexis Sánchez e Lukaku, e, no minuto seguinte, o belga fez o golo que quebrou a resistência da equipa de Benítez. A dez minutos do fim, Rashford apontou o terceiro golo na “era Solskjaer” e fixou o resultado final em 2-0 para o United.

Pelo mesmo desfecho, o Crystal Palace foi a Wolverhampton impor a Nuno Espírito Santo uma derrota indigesta. Os “wolves” atravessavam um excelente momento – vitórias contra Chelsea e Tottenham em Dezembro -, mas os londrinos justificaram o triunfo, com golos de Jordan Ayew e Milivojevic na parte final da partida.

Cada vez mais longe dos primeiros lugares está o Chelsea, que voltou a tropeçar em Stamford Bridge. Contra o Southampton de Cédric, os “blues” mostraram pouca eficácia e não conseguiram mais do que um empate a zero.

A 21.ª jornada ficará completa com o primeiro grande jogo de 2019 na Premier League. Esta quinta-feira, a partir das 20h, no Etihad Stadium, a invencibilidade do Liverpool será colocada à prova pelo Manchester City e a antevisão do duelo ficou marcada pela troca de elogios entre treinadores.

A sete pontos do rival, Pep Guardiola disse que vai defrontar “a melhor equipa da Europa ou do Mundo” e empurrou a pressão para o outro lado: “Ninguém acredita em nós, todos acham que vamos perder.”

A resposta surgiu com uma mensagem semelhante. “Fora, contra o City, é um dos jogos mais difíceis que podemos disputar” referiu Jürgen Klopp para quem “o adversário continua a ser o melhor do Mundo”. “É a minha opinião pela forma como jogam, pelo que conquistaram e pela habilidade que têm. Nada mudou”, concluiu o alemão.