Fotografia

Os brinquedos que dão a mão às crianças da caravana de migrantes

Algumas das crianças da caravana de milhares de migrantes que está a atravessar a América Central em direcção aos Estados Unidos da América mostram os seus brinquedos num abrigo temporário em Tijuana, no México. ©Hannah Mckay
Fotogaleria
Algumas das crianças da caravana de milhares de migrantes que está a atravessar a América Central em direcção aos Estados Unidos da América mostram os seus brinquedos num abrigo temporário em Tijuana, no México. ©Hannah Mckay

Na caravana de milhares de migrantes que rumam aos Estados Unidos da América, Hanna McKay, da agência Reuters, encontrou dois mundos: as preocupações dos adultos e as brincadeiras das crianças. Estas, muitas das vezes, caminham sem saber porquê, nem para onde estão a ir. Limitam-se a seguir os pais que procuram asilo e trabalho do outro lado da fronteira mexicana.

Só neste mês, morreram duas crianças imigrantes sob custódia das autoridades fronteiriças norte-americanas. Jakelin Caal, de sete anos, natural da Guatemala, faleceu a 8 de Dezembro num hospital de El Paso, no Texas. Antes da-meia noite que marcava o início do dia de Natal morria o segundo menino, também guatemalteco, Felipe Gómez Alonzo, de oito anos. Agora, o governo norte-americano ordenou check-ups médicos para todas as crianças ao cuidado das autoridades responsáveis pelas fronteiras.

A maioria dos imigrantes que constituem a caravana começou a juntar-se em Outubro e vem das Honduras. Fogem, com os filhos, da violência dos gangs e do Governo. Os mais pequenos trazem consigo os brinquedos que encontram pelo caminho ou que outras crianças lhes deram: como a máquina fotográfica de brincar que Xiomara, uma menina de quatro anos, apontou para a câmara a sério da jovem fotojornalista da Reuters. A menina encontrou a máquina de plástico no chão de um dos abrigos temporários onde pernoitou, em Tijuana, no México. Já em casa, nas Honduras, “ficou o brinquedo favorito”: um ursinho de peluche.

Xiomara de Rosario Avalos Campos, 4 anos, El Salvador: "Estou a tirar fotografias dos meus irmãos. Encontrei a câmara no chão do abrigo."
Xiomara de Rosario Avalos Campos, 4 anos, El Salvador: "Estou a tirar fotografias dos meus irmãos. Encontrei a câmara no chão do abrigo." ©Hannah Mckay
Marbella Noeme Alfaro Funez, 4 anos, Honduras: "Vou para onde o meu tio está, mas não sei onde ele vive."
Marbella Noeme Alfaro Funez, 4 anos, Honduras: "Vou para onde o meu tio está, mas não sei onde ele vive." ©Hannah Mckay
Darwin Colindres Baquedano, 3 anos, Honduras. "O meu filho não sabe para onde vai. Acha que está a voltar a casa", contou à fotojornalista a mãe do menino
Darwin Colindres Baquedano, 3 anos, Honduras. "O meu filho não sabe para onde vai. Acha que está a voltar a casa", contou à fotojornalista a mãe do menino ©Hannah Mckay
Estapany Abigail Orellama Aguirre, 6 anos, Honduras: "Quero ser médico. Gosto muito deste brinquedo, encontrei-o no chão."
Estapany Abigail Orellama Aguirre, 6 anos, Honduras: "Quero ser médico. Gosto muito deste brinquedo, encontrei-o no chão." ©Hannah Mckay
Eylin Groos, 5 anos, Honduras, a brincar com um Pequeno Pónei
Eylin Groos, 5 anos, Honduras, a brincar com um Pequeno Pónei ©Hannah Mckay
Isaac Naurro, 4 anos, Honduras: "Quero ir para os EUA porque o Pai Natal está lá a comprar-me brinquedos."
Isaac Naurro, 4 anos, Honduras: "Quero ir para os EUA porque o Pai Natal está lá a comprar-me brinquedos." ©Hannah Mckay
Denzel Corcomo, 4 anos, Honduras: "A guitarra foi um presente de outra criança. Vou para onde o Pai Natal vive e ele vai-me dar um carro da polícia."
Denzel Corcomo, 4 anos, Honduras: "A guitarra foi um presente de outra criança. Vou para onde o Pai Natal vive e ele vai-me dar um carro da polícia." ©Hannah Mckay
Alondra Rios, 8 ANOS, Honduras: "Quero ir à Disneylândia, quero comprar brinquedos e ir à escola."
Alondra Rios, 8 ANOS, Honduras: "Quero ir à Disneylândia, quero comprar brinquedos e ir à escola." ©Hannah Mckay
Jefferson Alexander Regalado, 3 anos, Hounduras: "Vou para os Estados Unidos da América. Gosto dos brinquedos Lego"
Jefferson Alexander Regalado, 3 anos, Hounduras: "Vou para os Estados Unidos da América. Gosto dos brinquedos Lego" ©Hannah Mckay
Sugerir correcção