Jovem portuguesa cega conquista bronze no Mundial de surf adaptado

Marta João do Paço, cega de nascença, garante que a modalidade lhe concede uma sensação de "liberdade". Aos 13 anos, amealha o primeiro prémio para Portugal na competição.

Foto
Marta conquistou a primeira medalha portuguesa na competição Surf Club de Viana

Apesar de só praticar surf há pouco mais de um ano, Marta João do Paço, 13 anos, surpreendeu tudo e todos no campeonato mundial de surf adaptado, que decorreu entre os dias 12 e 16 de Dezembro, em San Diego, Califórnia. A adolescente portuguesa — atleta do Surf Clube de Viana (SCV) — conseguiu mesmo a medalha de bronze, naquela que marca a segunda participação portuguesa na competição internacional.

Numa entrevista concedida ao site Surf Total, antes da partida para os Estados Unidos, Marta explicou como começou na modalidade, afirmando que o surf lhe dá uma sensação de liberdade: [Comecei a surfar] o ano passado. A minha mãe tinha um café que era frequentado pelos instrutores do Surf Clube de Viana. Eles conheceram-me e desafiaram-me para experimentar surf. Eu experimentei e, a partir daí, nunca mais larguei. Foi assim que me tornei atleta do clube”.

PÚBLICO -
Foto
Marta e Tiago, treinador da jovem, a fazer um treino em Viana do Castelo SCV

Cega de nascença. Marta conseguiu ultrapassar com tenacidade os desafios colocados pelo surf, garantindo que o treinador é fundamental para o sucesso no mar: “O mais difícil para mim é saber qual o momento certo de entrar nas ondas. Tento superar esta dificuldade através do meu treinador, o Tiago. Conforme me vai conhecendo, cada vez melhor, ele consegue indicar-me, através de palavras, o momento certo para eu ir. Quando eu volto para a beira dele, ele recorre a sinais sonoros para me orientar”.

A qualidade da jovem atleta não passa despercebida em Viana do Castelo, de onde Marta é natural. Foi, inclusivamente, a Câmara Municipal a patrocinar a viagem da jovem à Califórnia, investimento recompensado com a medalha de bronze.

PÚBLICO -
Foto
A adolescente apenas começou a praticar surf em 2016 SCV

Para além de Marta, participaram mais dois atletas portugueses no campeonato mundial de surf adaptado: Nuno Vitorino, de 41 anos (que conquistou a medalha de cobre) e Camilo Abdula, de 38 anos (que ficou em 13.º lugar).