A palavra do ano em Portugal? "Professor", "enfermeiro" e "toupeira" lideram escolhas

Entre as menos votadas estão "especulação" e "sexismo". A votação termina no dia 31.

Foto
Adriano Miranda

A iniciativa "A Palavra do Ano" contabilizou, até à actualidade, "mais de 140.000 votos validados", estando a liderar as preferências as palavras "professor", "enfermeiro" e "toupeira", adiantou fonte da Porto Editora.

Paulo Rebelo Gonçalves, porta-voz da editora que promove esta iniciativa há dez anos, sublinhou "a grande afluência de votos" e advertiu que a organização "está atenta às tentativas de ataques piratas, que são identificados e repelidos".

"A Palavra do Ano" de 2018 será conhecida no dia 5 de Janeiro, pelas 17h, numa cerimónia na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto, aberta à população, e que contará "com a presença de várias personalidades de diferentes quadrantes da sociedade".

"O uso e o manejo da palavra é algo que diz respeito a todos e vamos tornar esta 10.ª edição, uma festa da palavra e da Língua Portuguesa", disse.

Até às 24h de dia 31, "A Palavra do Ano" pode ser escolhida em www.palavradoano.pt, a partir de uma lista de dez vocábulos:

Se "professor", "enfermeiro" e "toupeira" (devido ao caso judicial que envolve o Benfica) lideram, até à actualidade, as preferências dos cibernautas, entre as menos votadas estão "especulação" e "sexismo", segundo a mesma fonte.

Sugerir correcção