Governo investe 12,7 milhões em infra-estruturas da PSP do Porto

O investimento inclui a instalação da nova esquadra da PSP em Cedofeita e as novas infra-estruturas da PSP na zona do Viso, além de obras no Comando Metropolitano do Porto, na sede da 1.ª Divisão e na Divisão de Investigação Criminal.

Foto
Nelson Garrido

O Governo vai investir 12,7 milhões de euros na PSP do Porto, ao abrigo da Lei de Programação de Infra-estruturas e Equipamentos das Forças e Serviços de Segurança, anunciou nesta quarta-feira a secretária de Estado adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto.

No final do seu discurso no auto de consignação da obra da futura Esquadra de Cedofeita, que ficará instalada no edifício da sede da extinta Junta de Freguesia de Cedofeita, no Porto, Isabel Oneto lembrou que as obras previstas na cidade para a Polícia de Segurança Pública estão "planeadas e programadas".

A governante explicou que os 12,7 milhões de euros incluem a instalação da nova esquadra da PSP em Cedofeita, num valor de mais de 600 mil euros, e as novas infra-estruturas da PSP na zona do Viso — que irá juntar, no mesmo espaço, a esquadra do Viso, a Unidade Especial de Polícia, a Logística e a Divisão de Trânsito —, num investimento de 7,5 milhões de euros. "Já temos projecto de execução adjudicado, terá seis meses para ser concluído, depois estaremos em condições de lançar o concurso de empreitada no Viso", revelou.

A acrescentar a estas duas empreitadas estão a reabilitação do Comando Metropolitano do Porto e da sede da 1.ª Divisão, e ainda as obras na Divisão de Investigação Criminal, que irá mudar de local e que tem um investimento previsto de 1,7 milhões de euros. "Mais uma vez, aqui será importante a colaboração e apoio da Câmara Municipal do Porto para a resolução da Divisão de Investigação Criminal", vincou.

Isabel Oneto recordou que o investimento global nas forças e serviços de segurança, incluindo a GNR, ascende aos 27 milhões de euros no distrito de Porto.