Nos terrenos da antiga fábrica Cabos d'Ávila vai nascer uma loja de decoração

É a segunda loja que a Kinda Home vai abrir no país, depois de ter inaugurado uma no final de Novembro, no Porto. A emblemática torre do relógio vai manter-se.

Fotogaleria
Parte da fábrica foi demolida em 2014 Rui Gaudêncio
Fotogaleria
Parte da fábrica foi demolida em 2014 DAVID CLIFFORD

A fábrica que deu nome à "recta dos Cabos d’Ávila", na Amadora, será transformada numa grande loja de mobiliário e decoração. Sob a marca Kinda Home, que abriu recentemente uma loja no Porto, nascerá uma nova área comercial em Alfragide nos terrenos da antiga fábrica de cabos eléctricos Diogo d’Ávila, que deverá estar pronta no final de 2019. 

Neste momento, estão já a decorrer no local “trabalhos de escavação e contenção periférica”, confirmou ao PÚBLICO fonte oficial da Câmara Municipal da Amadora sendo que a abertura está prevista para o último trimestre de 2019, detalhou uma responsável pela comunicação da marca. 

A fábrica instalou-se ali nos primeiros anos da década de 50. Fechou definitivamente as portas em 1997, ficando, desde então, ao abandono. Em 2004, parte do edifício, cujo projecto é da autoria do arquitecto Edmundo Tavares, chegou a ser parcialmente demolido. Este complexo é um exemplar da arquitectura industrial moderna, onde se destaca a torre do relógio, cuja função seria a de suspender os cabos eléctricos, testando-os desta forma.

A emblemática torre, assim como o edifício confinante e a chaminé vão manter-se integrados na nova construção, garantiu a mesma fonte da autarquia. O que resta da fábrica está classificado como património municipal pela Câmara Municipal da Amadora.

Esta loja será a segunda do grupo em Portugal e implicará um investimento de 25 milhões de euros. A primeira foi construída de raiz junto à Rotunda AEP, na Estrada da Circunvalação, no Porto. Vinte milhões de euros depois, num terreno com quase 28 mil metros quadrados, onde funcionou a Moviflor — entretanto falida — até 2014, nasceu esta loja de mobiliário e decoração. 

A Kinda Home tem já quatro lojas em Angola e quer abrir mais quatro lojas em Portugal até 2023 (incluindo a de Alfragide), disse a mesma fonte da marca. 

A cadeia Kinda Home pertence ao grupo Nuvi, que tem mais de 50 anos de história e é liderado por Luís Vicente. O grupo está presente em vários sectores de actividade, sendo um dos maiores produtores de fruta de Portugal. Detém também a produtora de refrigerantes e sumos Refriango em Angola, que produz cerveja da marca Tigra.