A Bertrand do Chiado junta-se ao clube das Lojas com História

Câmara vai distinguir 17 lojas e uma oficina, onde se incluem retrosarias, restaurantes, barbearias e livrarias, entre outras.

Fotogaleria
A Livraria Bertrand Catarina Oliveira Alves
Fotogaleria
A Retrosaria Adriano Coelho DR
Fotogaleria
A Livraria Trindade Sebastiao Almeida
Fotogaleria
Os rótulos antigos no Centro Antiquário do Alecrim Sebastiao Almeida

A mais antiga livraria do mundo ainda em funcionamento vai passar a ser considerada uma Loja com História. A câmara de Lisboa vota na quinta-feira a inclusão da Bertrand do Chiado neste programa, bem como de outros 16 estabelecimentos, que assim entram para o lote do comércio mais emblemático da cidade.

Da lista a aprovar fazem ainda parte quatro retrosarias da Rua da Conceição (Adriano Coelho, Alexandre Bento, J. R. da Silva e Mário Ramos), a loja de discos Sinfonia, na Avenida de Roma, os restaurantes Churrasco (Rua das Portas de Santo Antão) e O Polícia (Av. Conde Valbom), as barbearias Moderna (Rua Dom Antão de Almada) e Alfredo, Oliveira e Acácio (Rua dos Remédios), o Armazém das Malhas (Rua Forno do Tijolo), a casa de ferragens Lemos (Rua da Madalena), a tipografia Carlos Guerreiro (Rua de São Boaventura), a loja de roupa Lourenço & Santos, nos Restauradores, e a Manuscrito Histórico, alfarrabista e antiquário da Calçada do Sacramento.

Serão igualmente distinguidos o Centro Antiquário do Alecrim e a Livraria Trindade, ambos na Rua do Alecrim, ao Chiado, que assim evitam o encerramento que já se anunciava. Como o PÚBLICO deu conta em Março, os dois espaços comerciais, dedicados à venda de antiguidades e livros antigos, receberam do senhorio a notificação de que os seus contratos de arrendamento não seriam renovados.

Com a distinção agora atribuída, estas duas lojas – tal como todas as outras assim classificadas – passam a enquadrar-se numa alteração à Lei das Rendas que estabelece uma moratória de cinco ou dez anos, durante os quais o contrato de arrendamento não pode ser denunciado pelos senhorios.

Para lá das lojas, a câmara vai também distinguir, na categoria oficinas, a Alfaiataria Piccadilly, que funciona num primeiro andar da Rua Anchieta, ao Chiado. Contas feitas, o Lojas com História vai passar a incluir 93 estabelecimentos e 19 oficinas/fábricas associadas às lojas.

Este programa foi lançado pela autarquia em 2015 mas só em 2017 o seu regulamento foi aprovado, atribuindo-se então o galardão a um primeiro lote de 63 espaços comerciais. Desde então, o Lojas com História está a receber candidaturas de negociantes que considerem que as suas lojas têm as características para integrar o programa. Várias propostas foram já chumbadas nestes quase dois anos.