Depois de ganhar a Web Summit, a Lifeina quer salvar corações

Startup que criou minifrigorífico para conservar medicamentos põe produto à venda em Janeiro de 2019. E prepara uma solução semelhante para o transporte de órgãos humanos doados para transplante.

O que é que aconteceu às startups que ganharam a competição que todos os anos é organizada pela Web Summit para distinguir o melhor pitch? Perguntámos a Uwe Diegel, fundador da Lifeina, que ganhou em 2017 com a proposta de um minifrigorífico para conservar medicamentos. Chama-se Life in a Box e será posto à venda em Janeiro de 2019, com 40 mil unidades. A empresa será distinguida na CES Las Vegas 2019 com o prémio Inovação. Na calha estão dois novos produtos, um dos quais é o Life in a Heart, uma solução para conservar por mais tempo órgãos humanos doados para transplante.

Sugerir correcção