Comboio atrasado ou suprimido? Na dúvida, espreite este serviço

Plataforma digital Suprimidos informa em tempo real o que está a acontecer com a circulação de comboios em Portugal.

Foto
Nelson Garrido

Esta sexta-feira é dia de greve no sector ferroviário. Por todo o país esperam-se perturbações na circulação e comboios suprimidos. Os utentes têm agora uma nova plataforma para saber se um comboio está atrasado ou se vai mesmo circular: chama-se Suprimidos e foi lançada pelo criador do site fogos.pt.

Até agora, para ter acesso a este tipo de informações, o passageiro tinha de se deslocar à estação ou consultar o (relativamente desconhecido) site de horários das Infraestruturas de Portugal. O caso torna-se ainda mais complicado se o passageiro estiver num apeadeiro que não apresenta informações aos passageiros. Também o site da CP não apresenta horários em tempo real e a empresa encaminha os clientes para um call center que é pago ao minuto.

No meio da informação difusa, João Pina, responsável pelo fogos.pt, criou uma plataforma que simplifica o acesso aos dados sobre as supressões, disponível em suprimidos.pt, no Twitter, numa aplicação para Android e brevemente para iOS. Nesta plataforma, podemos ver, por exemplo, que na última quinzena foram suprimidos 54 comboios na linha do Algarve e que nos urbanos de Sintra é raro o dia útil sem perturbações de circulação.

João Pina limita-se a assegurar a transmissão automática e precisa dos dados da Infraestruturas de Portugal para a plataforma que criou. Utilizador diário dos comboios, o programador diz que já lhe aconteceu, mais do que uma vez, chegar à estação e ter o comboio suprimido ou com um atraso grande. “Vivemos na era da informação em tempo real, das apps e das notificações. Não faz sentido absolutamente nenhum não ter este tipo de informação acessível”, explicou.

Este projecto foi desenvolvido “no tempo livre” do programador, que em “cerca de 20 dias” o conseguiu meter de pé.

Para João Pina, o estado da ferrovia nacional “é amplamente conhecido”, por isso os utentes devem ter “acesso facilitado a estas informações para conseguirem arranjar alternativas”. Para além da informação sobre as ocorrências em tempo real, esta plataforma dá ao utilizador um panorama geral sobre o estado da ferrovia.

“Fortes perturbações” nesta sexta-feira

Os sindicatos de ferroviários vão estar de greve esta sexta-feira, 7 de Dezembro. De norte a sul do país, supressões de comboios e atrasos vão estar na ordem do dia para os utilizadores da ferrovia nacional.

O Tribunal Arbitral não decretou a realização de serviços mínimos para a circulação de comboios.

Em comunicado, a CP garante aos clientes que já tenham bilhetes adquiridos para viajar em comboios dos serviços Alfa Pendular, Intercidades, Inter-regional, Regional e Celta que vai ser possível o reembolso do valor total do bilhete adquirido, ou a sua revalidação, sem custos.

A empresa diz “lamentar profundamente os incómodos causados aos seus clientes” e aconselha a obtenção de informações pelo site e call center da empresa.