Fotogaleria
Hershey Bears / Twitter
Fotogaleria
Hershey Bears / Twitter

Hóquei no gelo: “dilúvio” de peluches solidários bate recorde do mundo

Tradição natalícia faz parte da campanha Teddy Bear Toss, que angaria brinquedos para instituições de solidariedade. No domingo, foram atirados quase 35 mil peluches para o ringue de um jogo de hóquei no gelo, nos EUA.

O primeiro golo de Riley Barber, jogador dos Hershey Bears, equipa de hóquei no gelo do estado da Pensilvânia, foi o ponto de ignição para uma “chuva” de animais de peluche destinados a instituições de solidariedade que trabalham com crianças carenciadas.

No domingo, 2 de Dezembro, a campanha solidária, que faz parte da iniciativa Teddy Bear Toss, registou a maior recolha de sempre no jogo entre os Hershey Bears, que saíram vitoriosos, e os Binghamton Devils. Foram angariados quase 35 mil peluches e, assim, estabelecido um novo recorde do mundo.

Os bonecos vão ser, ao longo do mês de Dezembro, distribuídos por hospitais e instituições de solidariedade da região. Para além dos brinquedos, a Community Aid — organização sem fins lucrativos que patrocina a iniciativa — prometeu doar 50 cêntimos por cada peluche recolhido e 15 mil dólares extra, caso se batesse um novo recorde do mundo, como se acabou por verificar.

A iniciativa natalícia Teddy Bear Toss ("lançamento do ursinho de peluche", em português) teve início em 1993 e, com o passar dos anos, foi atraindo cada vez mais adeptos. Depois de contagiar a América do Norte, este evento já se estendeu ao continente europeu, com o Lulea HF, equipa de hóquei sueca, a adoptar a tradição em 2017.