Acidentes rodoviários aumentaram e fizeram 460 mortos nos primeiros 11 meses do ano

Desde o início do ano registaram-se 120.698 acidentes, mais do que no período homólogo do ano passado, e 1905 feridos graves.

Foto
Fabio Augusto

Os acidentes rodoviários aumentaram nos primeiros 11 meses do ano e provocaram a morte a 460 pessoas, segundo o último relatório da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

O documento, que abrange o período entre 1 de Janeiro e 30 de Novembro, regista 120.698 acidentes, mais do que no período homólogo do ano passado (118.290), 460 vítimas mortais (sem variação) e 1905 feridos graves (menos 94).

Só na última semana de Novembro morreram nas estradas portuguesas 14 pessoas e 40 ficaram gravemente feridas.

Em relação ao mês anterior são mais 38 mortes. Até 31 de Outubro, a ANSR tinha registado 422 óbitos e um total de 109.030 acidentes.

Nos primeiros 11 meses do ano, o distrito que mais acidentes registou foi o de Lisboa (24.090), seguido do Porto (21.897), Braga (10.243), Faro (9890) e Aveiro (9892).

Já o distrito onde se registaram mais vítimas mortais foi o de Setúbal (62), seguido do Porto (50), Lisboa (46), Faro (37) e Leiria (36).

Segundo o relatório da ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, Lisboa foi o distrito onde se registaram mais feridos graves (247), seguido de Santarém (191), Faro (186), Porto (170) e Setúbal (149).

Os dados da ANSR dizem respeito às vítimas cujo óbito foi declarado no local do acidente ou a caminho do hospital.

Sugerir correcção