Halsey cantou no desfile da Victoria's Secret, mas deixou uma crítica no Instagram

Após os polémicos comentários do director de marketing da marca de lingerie sobre modelos trans, publicados no dia das gravações, a cantora norte-americana marcou a estreia televisiva com uma crítica.

Foto
@Halsey

Halsey foi uma das várias figuras convidadas para cantar na passerelle da Victoria's Secret, em Nova Iorque, no início de Novembro. O desfile foi para o ar este domingo e a cantora norte-americana distanciou-se da marca de lingerie devido aos comentários feitos em relação às pessoas trans.

No dia em que os anjos desfilaram, a Vogue publicou uma entrevista ao director de marketing da Victoria's Secret, Ed Razek, na qual este defendia que a marca não tinha necessariamente de ter pessoas trans no desfile. “Bem, porque não? Porque o desfile é uma fantasia. É um especial de entretenimento de 42 minutos”, justificou. “Nós comercializamos para as pessoas a quem vendemos e não comercializamos para o mundo inteiro”, defendeu, mencionando que a marca tinha tentado fazer um especial de modelos plus-size em 2000 e que “ninguém tinha interesse”.

Os comentários não foram bem recebidos e a marca partilhou pouco depois um pedido de desculpa escrito por Razek na primeira pessoa. O director de marketing acabou mesmo por desmentir aquilo que tinha defendido. “Para clarificar, sem dúvida que contrataríamos uma modelo trans para o desfile. Tivemos modelos trans a fazer o casting... E como muitas outras não passaram à fase seguinte”, escreveu.

Sem dizer nomes — mencionando apenas “comentários que foram feitos” depois das gravações  —, Halsey abordou este tema, no domingo. “Como membro da comunidade LGBTQ+, não tenho tolerância por falta de inclusividade, especialmente quando é motivada por estereótipos”, atira a cantora, que se assume como bissexual. A artista incentivou ainda os seus seguidores a desviarem a atenção do desfile para GLSEN, uma organização que trabalha com a juventude LGBTQ.

A cantora começou por afirmar que adorava o desfile da marca de lingerie desde pequena e que actuar este ano ao lado de outros artistas — como Shawn Mendes e The Chainsmokers —, modelos e amigos era suposto ter sido “a melhor noite” do seu ano. “A completa e total aceitação é a única 'fantasia' que apoio”, acaba por declarar.