Torne-se perito

A nova estrela do jazz britânico Nubya Garcia viaja até Braga

Tida como um dos nomes cimeiros de uma cena jazzística com escaldante epicentro em Inglaterra, a saxofonista é a primeira confirmação do festival Julho É de Jazz, que terá lugar no GNRation, em Braga.

Foto
DR

Num momento especialmente saudável e recomendável do jazz britânico, em que elementos de hip-hop, afrobeat, grime, música indiana, africana, caribenha ou oriental contaminam uma linguagem desempoeirada e pouco interessada em purismos, Nubya Garcia destacou-se no último par de anos como um nome imprescindível da cena local. Após uma fulgurante passagem pela última edição do Milhões de Festa, a saxofonista tem regresso marcado a Portugal para dia 12 de Julho, com concerto garantido no ciclo Julho É de Jazz, no GNRation, em Braga.

Com a edição do seu primeiro registo, Nubya’s 5ive, a saxofonista e flautista rapidamente colheu os devidos louvores da imprensa inglesa mas também mundial, tendo sido apontada pela revista Rolling Stone como “o nome do jazz a seguir” em 2018. Antes disso, facto importante, tinha também caído já nas boas graças do influente radialista e editor inglês Gilles Peterson.

Filha de pais caribenhos, Nubya Garcia é hoje um nome de proa deste jazz-caldeirão britânico em que tudo cabe, em que a linguagem se mostra elástica sem preocupações de respeitar códigos e em que tudo volta a parecer possível. Por estes dias, empresta o seu som ao colectivo Maisha, que acaba de lançar o álbum There Is a Place, numa clara filiação nas aventuras afro-futuristas de nomes como Pharaoah Sanders ou Sun Ra.

Sugerir correcção