Título mundial de xadrez será entregue nas provas rápidas

Jogadores não conseguem resolver o imbróglio que se prolonga há 12 partidas. Decisão foi adiada para a próxima quarta-feira.

Foto
Carlsen acordou empate com o norte-americano Fabiano Caruana LUSA/FACUNDO ARRIZABALAGA

O 12.º encontro para o título mundial de xadrez teve o mesmo desfecho dos 11 que o antecederam. O mais recente empate marcou também o final das 12 partidas regulamentares, o que obrigará Fabiano Caruana, de 26 anos, e Magnus Carlsen, um ano mais velho, a decidirem a final na próxima quarta-feira.

O actual campeão do mundo, Magnus Carlsen, concedeu o empate ao americano Fabiano Caruana, após 31 movimentos que careceram emoção. A decisão do jogador norueguês surpreendeu o próprio adversário, visto que Carlsen tinha mais tempo no relógio e possuía uma posição dominante.

“Fui um bocado surpreendido pela oferta do empate. Nunca conseguiria ter melhorado a minha posição e não tinha ideias activas. Quanto muito, as peças pretas estavam em vantagem”, afirmaria Caruana após o encontro. Já Carlsen, confrontado com a decisão de encerrar a partida, garantiu que o empate foi um mal menor: “Apenas queria uma posição que fosse completamente segura, mas onde poderia colocar alguma pressão. Se o empate não tivesse sido um desfecho satisfatório, obviamente que teria feito algo de forma diferente”.

Foto
Americano não escondeu surpresa pelo desfecho do 12.º encontro FACUNDO ARRIZABALAGA / LUSA

Um dos críticos do jogador norueguês de 27 anos foi Garry Kasparov, lenda dos tabuleiros do xadrez e campeão do mundo por seis vezes. Nas redes sociais, o russo pôs em causa a concentração de Magnus Carlsen: “À luz do chocante acordo de empate do Magnus, numa posição dominante com mais tempo, reconsidero a minha avaliação que o apontava como favorito para as provas rápidas. A 'morte súbita' requer nervos de aço e parece-me que ele os está a perder”.

A partir desta quarta-feira, 28 de Novembro, os jogadores irão medir forças em quatro jogos de xadrez rápido, com 25 minutos para fazerem todos os movimentos de peças. Caso ocorra novo empate, serão disputadas séries de dois jogos relâmpago, em que o tempo de jogo será limitado a cinco minutos para cada jogador.  

Se a partida ainda permanecer empatada após cinco séries, é disputado? o "jogo do Armageddon". Um dos jogadores é escolhido ao acaso para controlar as peças brancas, dispondo de cinco minutos para jogar. O adversário, em controlo das peças pretas, tem apenas quatro minutos. Se esse jogo terminar empatado, o jogador com as peças pretas é declarado campeão. Carlsen é o número um do mundo nas provas mais rápidas, enquanto o americano Fabiano Caruana é o 18.º do ranking.   

O certo é que a coroa de campeão mundial será finalmente entregue. Caso Fabiano Caruana leve a melhor sobre o norueguês, tornar-se-á o primeiro norte-americano a conquistar o título mundial desde Bobby Fischer em 1972. Se houver vitória de Carlsen, o jovem jogador vencerá a competição pela quarta vez consecutiva, igualando o russo Alexander Alekhine e o austríaco Wilhelm Steinitz na lista de jogadores mais titulados. O norueguês é o segundo campeão mais jovem de sempre, tendo conquistado o primeiro título em 2013, com apenas 22 anos.