TAP recebe o primeiro A330Neo, após uma longa espera

Companhia portuguesa encomendou 14 exemplares do novo avião da Airbus e é a primeira do mundo a recebê-lo. TAP espera abrir 14 rotas em 2019, com 36 novos aparelhos.

Fotogaleria
REUTERS/Regis Duvignau
Fotogaleria
REUTERS/Regis Duvignau
Fotogaleria
REUTERS/Regis Duvignau
Fotogaleria
Reuters/REGIS DUVIGNAU
Fotogaleria
Reuters/REGIS DUVIGNAU
Fotogaleria
Reuters/REGIS DUVIGNAU
Fotogaleria
Reuters/REGIS DUVIGNAU

A TAP recebe nesta segunda-feira o primeiro Airbus A330Neo a entrar em circulação no mundo da aviação comercial. É um momento simbólico para a transportadora portuguesa, que vai ter 36 novas aeronaves até ao final do próximo ano.

A entrega deste aparelho foi adiada duas vezes, pelo menos: inicialmente, esteve prevista para o final de 2017, mas no final de Dezembro de 2016 soube-se que essa entrega tinha sido adiada para Março deste ano. Esse prazo também acabou por não ser cumprido.

O primeiro A330Neo da aviação comercial será entregue em Toulouse, cidade francesa que é a sede das operações do consórcio europeu. O presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves, deslocar-se-á a Toulouse para receber oficialmente o aparelho. 

PÚBLICO - O primeiro Airbus A330neo a voar descolou na quinta-feira, 19 de Outubro, de Colomiers, perto de Toulouse, cidade-sede do consórcio europeu Airbus. A TAP será a primeira companhia do mundo a operar este modelo, a partir de 2018
O primeiro Airbus A330neo a voar descolou na quinta-feira, 19 de Outubro, de Colomiers, perto de Toulouse, cidade-sede do consórcio europeu Airbus. A TAP será a primeira companhia do mundo a operar este modelo, a partir de 2018 Reuters/REGIS DUVIGNAU
PÚBLICO - Tratou-se de um voo de teste do A330neo, que a Airbus garante ser mais eficiente em termos de consumo: a sua estrutura e configuração permitem poupar até 14% de combustível por passageiro, garante o fabricante
Tratou-se de um voo de teste do A330neo, que a Airbus garante ser mais eficiente em termos de consumo: a sua estrutura e configuração permitem poupar até 14% de combustível por passageiro, garante o fabricante Reuters/REGIS DUVIGNAU
PÚBLICO - Representantes da empresa e convidados recebem o primeiro A330neo a aterrar em Toulouse, sob o olhar da imprensa
Representantes da empresa e convidados recebem o primeiro A330neo a aterrar em Toulouse, sob o olhar da imprensa Reuters/REGIS DUVIGNAU
PÚBLICO - A equipa que pilotou o aparelho neste voo de teste, após a missão cumprida. O avião existe em duas configurações, A330neo-800 e A330neo-900
A equipa que pilotou o aparelho neste voo de teste, após a missão cumprida. O avião existe em duas configurações, A330neo-800 e A330neo-900 Reuters/REGIS DUVIGNAU
PÚBLICO - O momento da primeira descolagem, impulsionada pelos motores Rolls Royce Trent 7000, aproveitando a nova configuração da asa, que reduz o atrito
O momento da primeira descolagem, impulsionada pelos motores Rolls Royce Trent 7000, aproveitando a nova configuração da asa, que reduz o atrito Reuters/REGIS DUVIGNAU
PÚBLICO - A TAP encomendou 14 exemplares deste modelo, que compete no mercado da aviação com o Dreamliner da Boeing
A TAP encomendou 14 exemplares deste modelo, que compete no mercado da aviação com o Dreamliner da Boeing Reuters/REGIS DUVIGNAU
PÚBLICO - Réplica em miniatura, mas à escala, do novo modelo, para o qual existem 212 encomendas de todo o mundo. O avião é montado em Toulouse, na mesma linha do anterior A330
Réplica em miniatura, mas à escala, do novo modelo, para o qual existem 212 encomendas de todo o mundo. O avião é montado em Toulouse, na mesma linha do anterior A330 Reuters/REGIS DUVIGNAU
PÚBLICO - Um A330 por pintar, mas já com a identificação da TAP, depois de aterrar em Toulouse esta semana
Um A330 por pintar, mas já com a identificação da TAP, depois de aterrar em Toulouse esta semana Reuters/REGIS DUVIGNAU
PÚBLICO - O A330neo-800 pode voar até 13.900 quilómetros, ao passo que a versão -900 consegue cobrir ligeiramente menos, 12.130 quilómetros
O A330neo-800 pode voar até 13.900 quilómetros, ao passo que a versão -900 consegue cobrir ligeiramente menos, 12.130 quilómetros Reuters/REGIS DUVIGNAU
PÚBLICO - Os pilotos saúdam o pessoal em terra com bandeiras, depois da primeira aterragem
Os pilotos saúdam o pessoal em terra com bandeiras, depois da primeira aterragem Reuters/REGIS DUVIGNAU
PÚBLICO - Cada companhia irá poder personalizar o interior do A330neo. Este é o aspecto segundo as imagens promocionais do facbricante, que desenvolveu este conceito de cabina ao qual chamou Airspace
Cada companhia irá poder personalizar o interior do A330neo. Este é o aspecto segundo as imagens promocionais do facbricante, que desenvolveu este conceito de cabina ao qual chamou Airspace Airspace by Airbus
PÚBLICO - Detalhe da cabina segundo material de divulgação da Airbus
Detalhe da cabina segundo material de divulgação da Airbus Airspace by Airbus
PÚBLICO - Vista do interior da cabina do A330neo, segundo imagens da Airbus
Vista do interior da cabina do A330neo, segundo imagens da Airbus Airspace by Airbus
PÚBLICO - O A330neo-800 tem lotação para 257 passageiros, ao passo que a versão -900 acomoda 287 pessoas
O A330neo-800 tem lotação para 257 passageiros, ao passo que a versão -900 acomoda 287 pessoas Airspace by Airbus
PÚBLICO - No caso dos aviões da TAP, o interior será personalizado, tenho a companhia contratado o gabinete Alma Design, que reformulou o interior dos A320
No caso dos aviões da TAP, o interior será personalizado, tenho a companhia contratado o gabinete Alma Design, que reformulou o interior dos A320 Airspace by Airbus
PÚBLICO - Pormenor no tecto da cabina do A330neo. O acrónimo neo significa "new engine option", nova opção de motor, aludindo assim a uma das novidades que este modelo traz ao mercado
Pormenor no tecto da cabina do A330neo. O acrónimo neo significa "new engine option", nova opção de motor, aludindo assim a uma das novidades que este modelo traz ao mercado Airspace by Airbus
PÚBLICO - Vista geral da cabina, segundo imagens virtuais do fabricante
Vista geral da cabina, segundo imagens virtuais do fabricante Airspace by Airbus
Fotogaleria

O anterior presidente executivo da TAP Portugal, Fernando Pinto, disse no final de 2016 ao The Wall Street Journal que a entrega do primeiro A330Neo tinha sido atrasada devido “a uma revisão, por parte do fabricante francês, do calendário de entrega dos novos aviões de longo curso”.

A TAP encomendou à Airbus 14 exemplares do A330Neo, cujo voo de testes inaugural se realizou há pouco mais de um ano, a 19 de Outubro de 2017. Além das novas características técnicas, que distinguem o A330Neo do antecessor A330, o interior deste modelo vai estrear o conceito Airspace by Airbus, desenvolvido pelo fabricante e que promete renovar a experiência da viagem a bordo.

Quanto às novidades para o próximo ano, a empresa portuguesa estima que “as novas rotas e a chegada de mais novos aviões serão os marcos” de 2019. “A TAP terá 14 novos destinos em 2019 e um aumento significado da frota, com a chegada de 37 aviões [contando a partir deste A330Neo] até ao final do próximo ano (71 até 2025), que vêm reforçar o nosso compromisso e ambição de continuar a crescer e a oferecer o melhor aos nossos clientes”, diz o responsável pelas vendas da transportadora, Abílio Martins, à Lusa.

A 28 de Setembro, a TAP anunciou prejuízos de 90 milhões de euros no primeiro semestre. Apesar de um aumento de 18% nas vendas, a companhia viu os prejuízos agravarem-se na primeira metade do ano, face ao período homólogo de 2017, devido a “gastos não recorrentes da ordem dos 40 milhões de euros”. Estes gastos vinham “sobretudo” de “atrasos e cancelamentos”, bem como da reestruturação da empresa de manutenção que a TAP tem no Brasil.

Ainda assim, a transportadora aérea dizia acreditar que o segundo semestre do ano será mais forte, tendo em conta “a contratação e formação de mais pilotos e tripulantes de cabina, bem como alterações à estrutura de planeamento de escalas e medidas para incrementar a pontualidade”.

Em termos de tripulações, a TAP contratou este ano mais de 340 pilotos e 600 tripulantes de cabina, segundo o mesmo responsável.