Retirado corpo de segundo trabalhador da pedreira de Borba

O corpo foi localizado cerca das 21h deste sábado.

Foto
Nuno Ferreira Santos

O corpo da segunda vítima mortal do deslizamento de terras e colapso de uma estrada em Borba foi retirado este sábado à noite de uma das pedreiras, indicou, em comunicado, a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC).

Em comunicado, a ANPC precisou que o corpo da segunda vítima mortal, o "segundo trabalhador que se encontrava a laborar no local no momento do aluimento de terras", foi localizada cerca das 21h.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora disse à agência Lusa que o corpo foi recuperado por volta das 22h.

"Os operacionais procederam já à remoção do cadáver, depois de terem removido os escombros" que o soterrava, referiu a ANPC, adiantando que o corpo foi encontrado "no plano de água que tem estado a ser drenado, desde terça-feira".

As operações envolveram elementos dos bombeiros, Força Especial de Bombeiros e Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro da GNR, tendo os binómios de Grupo de Intervenção Cinotécnica da GNR sido "fundamentais na operação de localização do corpo".

Este sábado, antes da retirada do cadáver da segunda vítima mortal do acidente, o comandante distrital de Operações de Socorro (CODIS) de Évora disse que a pedreira onde se suspeitava estar o corpo estava quase "sem água", o que facilitaria as buscas.

"Temos quatro bombas em funcionamento, com resultados muito visíveis na pedreira mais pequena", estando "praticamente sem água", apenas com "um metro" de profundidade, precisou José Ribeiro, em declarações aos jornalistas.

O deslizamento de um grande volume de terras e o colapso de um troço da estrada entre Borba e Vila Viçosa, no distrito de Évora, para o interior de poços de pedreira ocorreu na segunda-feira às 15h45.

O primeiro trabalhador foi retirado sem vida da pedreira, na terça-feira à tarde, quase 24 horas depois do acidente.

Além de dois mortos confirmados, o maquinista e o auxiliar da retroescavadora, há registo de três desaparecidos na zona, segundo as autoridades locais, que viajavam num automóvel e numa carrinha de caixa aberta que foram arrastados para dentro da pedreira quando passavam na estrada que ruiu

Sugerir correcção