Lisboa é a “escolha número um” para investir em imobiliário

Há um ano a capital portuguesa estava em 11.º lugar neste ranking. Agora, destronou Berlim.

Procura de imóveis  na cidade de Lisboa tem feito disparar os preços.
Foto
Procura de imóveis na cidade de Lisboa tem feito disparar os preços. Rui Gaudencio

Depois das grandes cidades os investidores viram-se para as de menor dimensão e nessa corrida Lisboa acaba de chegar à liderança. Em apenas um ano, a capital portuguesa passou do 11º lugar para o primeiro revela um estudo da consultora PwC  e do Urban Land Institute.

O estudo, Tendências Emergentes na Europa 2019, que classifica os mercados imobiliários nas principais cidades europeias de acordo com as as perspectivas globais de grandes investidores no sector, mostra a queda de algumas cidades até agora no Top das preferências, como Berlim, que passou para segundo lugar do ranking. Dublin, apesar do efeito do Brexit, mantém-se na terceira posição.

A preferência por Lisboa está sustentada pela "qualidade de vida" da cidade e pelo crescimento da economia portuguesa, que “é agora um destino internacional para empresas, investidores e turistas”.

A capital espanhola subiu uma posição, passando para o quarto lugar, que era ocupado por outra cidade alemã, Munique.

O estudo mostra que as perspectivas dos maiores investidores imobiliários da Europa continuam optimistas sobre as oportunidades de negócio em 2019, embora um pouco menos confiantes do que há um ano, a revelar alguma cautela como a possibilidade de o ciclo de crescimento do sector estar a chegar ao fim.

A preocupar os investidores está “o cenário geopolítico”, com destaque para o Brexit, embora os grandes investidores globais estejam menos preocupados com esse efeito do que os seus congéneres europeus.