Fernando Duarte, Elmano Sancho e projecto MPMP distinguidos pela Fundação Mirpuri

Prémios, no valor de 30 mil euros cada, foram entregues este sábado numa gala no Teatro Nacional de São Carlos.

Elmano Sancho fotografado com Alexandra Viveiros, em 2011, em Lisboa
Foto
Elmano Sancho fotografado com Alexandra Viveiros, em 2011, em Lisboa Nuno Ferreira Santos

O coreógrafo Fernando Duarte venceu o prémio de dança da Fundação Mirpuri, enquanto o de teatro foi para o actor Elmano Sancho e o de música para o projecto Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa, informou esta segunda-feira a fundação criada pelo empresário da aviação Paulo Mirpuri com objectivos filantrópicos.

Fernando Duarte, da Companhia Nacional de Bailado, bailarino, coreógrafo e professor, responsável por coreografias como La Bayadére e Pássaro de Fogo, apresentadas em temporadas mais recentes, é também mestre dos Estúdios Vitor Cordon, em Lisboa.

O actor e encenador Elmano Sancho, nome conhecido pelo trabalho em companhias como Artistas Unidos e Teatro da Garagem, e com encenadores como Jorge Silva Melo, Emmanuel Demarcy-Mota e Rogério de Carvalho, estreou este ano, no Festival de Teatro de Almada, a peça A Última Estação, que escreveu, dirigiu e interpretou.

No seu currículo destacam-se igualmente os desempenhos em Não Se Brinca com o Amor, de Alfred de Musset (2011), Herodíades, de Giovanni Testori (2012), e A Estalajadeira, de Carlo Goldoni (2013), entre outras peças.

O prémio de música foi para o Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa (MPMP), projecto de divulgação que engloba um conjunto instrumental flexível, em função dos repertórios, que vai da formação de câmara ao coral-sinfónico.

Desde 2012, o MPMP tem desenvolvido um trabalho de proximidade com musicólogos e compositores tendo em vista a redescoberta de património passado e a valorização de repertórios contemporâneos.

O nome dos prémios de dança, música e teatro foram inspirados em figuras nacionais em cada uma das suas áreas, ou seja, respectivamente, o encenador Carlos Avillez, a bailaria e coreógrafa Anna Mascolo e o pianista Sequeira Costa.

Cada prémio tem o valor de 30 mil euros.

Os prémios foram entregues numa gala realizada no Teatro Nacional de São Carlos, no sábado, na qual participou o bailarino e coreógrafo russo Vladimir Vasiliev, antigo responsável do Ballet Bolshoi, que recebeu o Prémio de Carreira e Prestígio, por toda uma vida dedicada aos palcos e à dança. Também participou neste espectáculo a Orquestra Sinfónica Portuguesa, dirigida pelo maestro Pedro Neves.