Torne-se perito

Piloto japonês detido com nove vezes o limite legal de álcool

O alerta foi dado por um funcionário do aeroporto, que detectou um intenso cheiro a álcool.

Foto
Reuters/Issei Kato

Um piloto aéreo japonês foi detido no aeroporto de Heathrow, em Londres, no Reino Unido, por ter ultrapassado em nove vezes o limite legal de álcool no sangue para pilotos de aviação comercial.

Katsutoshi Jitsukawa, piloto da Japan Airlines, tinha 189 miligramas de álcool em 100 mililitros de sangue — mais de nove vezes o limite legal de 20 miligramas (que, note-se, é inferior ao estabelecido para condutores de automóveis na generalidade dos países). Nesta quinta-feira foi presente a um tribunal londrino, onde se declarou culpado pela infracção.

O piloto tinha sido detido no depois de um alerta de um funcionário do aeroporto que detectou um intenso cheiro a álcool vindo do piloto. Katsutoshi Jitsukawa foi depois submetido a um teste de alcoolémia, a apenas 50 minutos da hora prevista de descolagem, que comprovou que estava alcoolizado e não poderia embarcar. 

O voo, com destino a Tóquio, partiu com 69 minutos de atraso. A companhia aérea pediu desculpa pelo incidente e garantiu que a “segurança continua a ser a maior prioridade” da empresa, segundo cita a BBC.

Este não é um caso único. Recorde-se que, em Março, um piloto português foi detido em Estugarda, na Alemanha, alcoolizado, quando já estava no cockpit e a iniciar os preparativos para a descolagem de um avião com 106 passageiros rumo a Lisboa. O português de 40 anos teve de pagar uma caução de dez mil euros para permanecer em liberdade e ficou com a licença de voo suspensa por ordem do Ministério Público de Estugarda.

Sugerir correcção