Torne-se perito

Tomás Correia candidata-se à liderança da Associação Mutualista Montepio

Tomás Correia formalizou hoje, no último dia do prazo, a candidatura à liderança da Associação Mutualista Montepio, tendo marcado a apresentação da lista para dia 6 de Novembro.

Foto
LUSA/ANTÓNIO COTRIM

Em comunicado, o actual presidente da Associação avançou os nomes que compõem a sua lista. “É de Manuela Ramalho Eanes, fundadora e presidente honorária do Instituto de Apoio à Criança, o primeiro nome da Comissão de Honra da Lista A, presidida por António Tomás Correia, na corrida às eleições da Associação Mutualista Montepio”, referiu.

A lista inclui “pela primeira vez, uma mulher no Conselho de Administração: Idália Serrão. Foi autarca, secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação e deputada”, adiantou o comunicado.

Por outro lado, “Vítor Melícias volta a ser o candidato natural ao cargo de presidente da Assembleia Geral e Ivo Pinho, antigo presidente do IFADAP, concorre a presidente do Conselho Fiscal”.

Para o Conselho Geral, Tomás Correia conta com Maria de Belém Roseira, “numa lista em que também se inscrevem nomes como os de Luís Patrão, antigo presidente do Turismo de Portugal; o advogado e académico social-democrata José de Matos Correia; e a comunista Maria das Dores Meira, que é presidente da Câmara Municipal de Setúbal”, segundo o documento.

A candidatura de Tomás Correia referiu ainda que a Comissão de Honra da lista inclui “Jorge Coelho, José Eduardo Martins, Edmundo Martinho (Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa), o empresário Rui Nabeiro, o escritor Francisco Moita Flores, o coronel Vasco Lourenço, Luís Reto (antigo reitor do ISCTE), Hermínio Martinho, Carlos Zorrinho, Fernando Seara, Dalila Araújo (antiga Governadora Civil de Lisboa), Luís Barbosa (ex-presidente da Cruz Vermelha Portuguesa) e Mário Jorge, que foi presidente da FNAM (Federação Nacional dos Médicos)”.

O comunicado avançou também que “esta lista, de unidade, e que integra todas as correntes de pensamento na sociedade portuguesa, apresenta, entre os principais objectivos estratégicos para o próximo mandato, garantir um crescimento sólido e sustentado da Associação Mutualista, aprofundar a intervenção na área da saúde, proporcionar a melhor experiência possível aos associados na relação com a Associação, ampliar e fortalecer o programa de vantagens e reforçar a sustentabilidade e a colaboração institucional”.

Em entrevista à agência Lusa, na semana passada, Tomás Correia disse que “gostava de ter uma pessoa da geração anterior [...] que assumisse as rédeas do Montepio, imbuída nos seus valores, que não renegasse a sua história e que tivesse condições para acrescentar mais património ao grande património que esta casa tem".

Para além desta, foram apresentadas mais duas listas, uma liderada pelo actual administrador Fernando Ribeiro Mendes e outra pelo economista António Godinho.

As eleições dos órgãos sociais para o triénio 2019/2022 estão marcadas para 7 de Dezembro.

O candidato Fernando Ribeiro Mendes conta com uma “lista paritária ao Conselho de Administração da Mutualidade, sendo acompanhado por Miguel Coelho, actual administrador e quadro do Montepio, pelo gestor Pedro Corte Real, por Nazaré Barroso, vogal do Conselho da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões, e por Ana Cristina Albuquerque, presidente da Inovar Autismo - Associação de Cidadania e Inclusão”, segundo um comunicado.

A candidatura de Ribeiro Mendes adianta que a “lista ao Conselho Geral tem como primeiro nome João Costa Pinto, economista e ex-vice-Governador do Banco de Portugal. Já a lista para a mesa da assembleia-geral apresenta João Proença, sindicalista e ex-secretário geral da UGT como candidato. João Carvalho das Neves, ROC, professor universitário e gestor é o primeiro para o Conselho Fiscal”.

Por sua vez, António Godinho lidera uma lista que conta com Eugénio Rosa, Pinto Ramalho e Alípio Dias.

“António Godinho é candidato a presidente do Conselho de Administração. A lista integra elementos e apoios de todas as listas que há três anos concorreram contra a lista apoiada pelos atuais dirigentes, em que recolheram, em conjunto, mais de 40% dos votos”, lê-se no comunicado da lista candidata.

Sob o lema “Juntos pelo Montepio. Recuperar a Confiança”, a lista conta com o general Pinto Ramalho, candidato a presidente da mesa da assembleia-geral, o economista Eugénio Rosa, candidato a presidente do Conselho Fiscal, e Alípio Dias, o primeiro candidato ao conselho-geral.

O antigo ministro Bagão Félix é apresentado como o primeiro subscritor da lista de António Godinho e proposto como parte da futura comissão de vencimentos da associação a ser criada caso a lista seja eleita.