Portugal joga acesso ao Grupo Mundial da Taça Davis no Cazaquistão

Rui Machado é o novo capitão da selecção portuguesa.

Portugal vai tentar aceder ao Grupo Mundial da Taça Davis
Foto
Portugal vai tentar aceder ao Grupo Mundial da Taça Davis LUSA/CHRISTIAN BRUNA

A selecção portuguesa de ténis vai jogar o acesso ao Grupo Mundial da Taça Davis, em 1 e 2 de Fevereiro de 2019, no Cazaquistão, assim ditou o sorteio efectuado nesta terça-feira pela Federação Internacional de Ténis.

As duas equipas nunca se defrontaram e o primeiro encontro, que decidirá qual dos países acederá à fase final da Taça Davis, que irá decorrer em Madrid, em Novembro de 2019, será disputado na superfície escolhida pelo Cazaquistão, como país anfitrião, e que será anunciado nas próximas semanas.

Depois da vitória frente à África do Sul no Grupo I da zona Europa/África, por 4-0, Portugal garantiu a passagem ao qualifying de acesso ao Grupo Mundial.

Em caso de triunfo frente ao Cazaquistão, de Mikhail Kukushkin, jogador com melhor ranking ATP (54.º), a selecção portuguesa qualifica-se para a primeira edição da fase final da Taça Davis, sob a tutela da Federação Internacional de Ténis e a Kosmos, empresa do futebolista do FC Barcelona Gerard Piqué.

Na eliminatória contra os cazaques o capitão da selecção nacional já será Rui Machado. “O Rui dispensa apresentações. Jogou várias eliminatórias, teve vários capitães, e tem muita experiência. A última eliminatória que ganhámos fora de casa foi contra a Moldova, em que o Rui jogou e a ganhou no singular decisivo”, referiu Vasco Costa, presidente da Federação Portuguesa de Ténis (FPT), avançando que Machado passará a acumular o cargo de director técnico com as funções de capitão.

Rui Machado, de 34 anos, é coordenador da área técnica da FPT desde 2016, quando deu por encerrada a carreira de jogador que o levou ao 59.º lugar do ranking ATP, em Outubro de 2011, à conquista de oito títulos de categoria challenger, 18 futures e seis troféus na vertente de pares, um dos quais alcançado, em 2007, na companhia de Gonçalo Nicau.

O antigo jogador, que representou Portugal em 27 eliminatórias da Taça Davis, tendo vencido 17 encontros, vai suceder a Nuno Marques como capitão e, além do também ex-jogador algarvio Nicau, vai contar com o fisioterapeuta Carlos Costa na equipa técnica.

“O Gonçalo, que também foi jogador da Taça Davis, será o treinador da selecção. Neste momento, é um dos técnicos principais do Centro de Alto Rendimento, tem acompanhado muito os nossos melhores jogadores a nível internacional e integrará a equipa do Rui. O Carlos Costa mantém-se e a restante família da Taça Davis igualmente", prosseguiu o presidente da FPT.