Trump ligou a Bolsonaro e os dois mostraram vontade de “trabalhar lado a lado”

O Presidente eleito do Brasil recebeu também mensagens de felicitação de Matteo Salvini e do Governo português.

Foto
O líder dos EUA, Donald Trump Reuters/KEVIN LAMARQUE

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ligou no domingo ao Presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, congratulando-o pela vitória nas eleições presidenciais e manifestando a sua vontade de “trabalhar lado a lado” com ele, uma posição retribuída pelo brasileiro.

Os dois concordaram “em trabalhar lado a lado para melhorar a vida das pessoas dos Estados Unidos e do Brasil e, enquanto líderes regionais, das pessoas da América”, afirmou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders.

PÚBLICO -
Foto
O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro PILAR OLIVARES/REUTERS

“Foi um contacto bastante amigável. Queremo-nos aproximar de vários países do mundo, sem viés ideológico”, disse Jair Bolsonaro numa transmissão em directo no Facebook, ainda no domingo, dizendo que Trump lhe desejou sorte e também que recebeu outras chamas, como dos Presidentes do Chile, Sebástian Piñera, e do Paraguai, Mario Benítez (ambos de direita).

Mais tarde, Bolsonaro escreveu no Twitter que o Presidente norte-americano o tinha “parabenizado por esta eleição histórica”. “Manifestamos o desejo de aproximar ainda mais estas duas grandes nações e avançarmos no caminho da liberdade e da prosperidade”, afirmou.

Bolsonaro partilhou no Twitter a mensagem do vice-primeiro-ministro italiano, Matteo Salvini, que o felicita pela vitória e afirma que a amizade entre os dois povos e os dois governos “será ainda mais forte”.

Da parte de Portugal, o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa enviou “uma mensagem de felicitações” a Jair Bolsonaro, mencionando “laços de fraternidade” bilaterais; já o primeiro-ministro António Costa cumprimentou o novo Presidente brasileiro em nome do Governo português e também o líder do PNR (Partido Nacional Renovador) enviou uma mensagem de parabéns a Bolsonaro.