Torne-se perito

Piscinas de Azambuja já não têm legionella e reabrem no dia 31

As piscinas foram encerradas no passado dia 9, pois tinha sido encontrada bactéria legionella em alguns chuveiros de balneários.

Foto

O Complexo de Piscinas Municipais de Azambuja vai reabrir, em pleno funcionamento, no próximo dia 31 de Outubro, anuncia a câmara azambujense, que garante que as últimas análises realizadas no equipamento já não revelaram quaisquer vestígios da bactéria legionella. No dia 9, a  autarquia decidira encerrar totalmente o complexo, quando teve conhecimento de resultados de análises de rotina que detectaram “a presença da bactéria legionella em alguns chuveiros de balneários com baixo volume de utilização”.

A câmara ribatejana manifesta também a sua satisfação pelo facto de, depois do alerta que lançou há três semanas aos utilizadores das piscinas, não ter sido identificada “nenhuma pessoa com sintomas que pudessem ser associados à doença dos legionários, o que constitui, efectivamente, a melhor notícia a divulgar”. A autarquia sublinha que, no dia 9, recomendou aos utilizadores que permanecessem atentos a eventuais sintomas semelhantes aos da gripe e que, nesse caso, recorressem aos serviços de saúde.

“Apesar de o problema ter sido identificado de forma circunscrita, mas visto tratar-se de uma situação delicada de potencial risco para a saúde pública, o município optou pela medida mais grave, fechando o complexo à utilização do público”, acrescenta o município, explicando que recorreu “de imediato” a uma empresa da especialidade, que desenvolveu “as operações de desinfecção térmica e química exigidas pela situação”. Além disso, acrescenta a Câmara da Azambuja, foram, igualmente, realizadas acções de “desinfecção preventiva” nas instalações do pavilhão e estádio municipais e nas escolas do concelho com balneários e torres de arrefecimento de sistemas de ar condicionado.

“Neste momento estão reunidas as condições para a reabertura de todo o complexo de piscinas no próximo dia 31. Esta decisão é assumida em função dos resultados negativos da existência de legionella revelados pelas últimas análises realizadas aos diversos sistemas do equipamento. A reabertura só ocorrerá a 31 de Outubro, aproveitando estes dias para se proceder à reparação de uma das caleiras da piscina, cujos trabalhos mais o reenchimento da dita caleira e a afinação da água à temperatura regulamentar necessitam deste período”, justifica a edilidade azambujense.

O Complexo de Piscinas Municipais serve os cerca de 22 mil habitantes do concelho e a câmara garante que “sempre seguiu” as indicações do manual de boas práticas Prevenção da Doença dos Legionários em Balneários.

Sugerir correcção