Saiba o que significam os novos símbolos nos postos de abastecimento

A norma entrou em vigor no dia 12 de Outubro e está disponível em todos os postos de abastecimento da União Europeia. O PÚBLICO falou com o director técnico da Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas, que explica o porquê desta mudança.

Foto
bruno lisita

Há novos símbolos nos postos de abastecimento. Os símbolos são iguais nos diversos países da União Europeia, de modo a identificar o tipo combustível mais adequado ao veículo ao visitar outro país.

A gasolina passa a ser identificada por um círculo (e com a letra E de etanol), o gasóleo por um quadrado (com a letra B de biodísel) e os produtos gasosos por losangos (com a sigla de cada combustível).

Foto
  • As gasolinas identificam-se por E5, E10 e E85, sendo que a gasolina 95 corresponde ao E5 e a gasolina 98 ao E10. A E85 é uma gasolina com 85% de etanol que não se encontra disponível em Portugal
  • O gasóleo tem correspondência com o B7 e o diesel parafínico é identificado como XTL
  • No caso dos produtos gasosos, são identificados pelas inciais CNG (gás natural comprimido), H2 (hidrogénio), LNG (gás natural liquefeito) e LPG (gás pressurado líquido). 

Esta medida foi motivada pela norma portuguesa NP EN 16942:2017, que indica a obrigatoriedade em apresentar as figuras geométricas com a informação do biocombustível presente no produto, foi publicada em Setembro de 2017 mas só entrou em vigor no dia 12 de Outubro de 2018.

Esta norma surge depois de ter sido constatado um “conjunto de dificuldades que os consumidores tinham em identificar o produto por toda a Europa” e era preciso acabar com a confusão, explicou ao PÚBLICO o director técnico da Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas, José Alberto Oliveira.

Os novos veículos vão ter um autocolante com os novos simbolos que identificam o tipo de combustível, que fará ligação com o símbolo no posto. Os veículos mais antigos não estão obrigados a ter essa identificação.

De acordo com José Alberto Oliveira, ainda não está decidido se o Reino Unido vai aderir a esta norma, uma vez que está em curso a saída da União Europeia. O director técnico diz estar convencido que "existe toda a vantagem em aderir, para diminuir os potenciais erros" dos consumidores. 

As imagens comerciais vão-se manter, até porque a ideia não é confundir os consumidores, é ajudá-los, afirma José Alberto Oliveira. "A pessoa hoje olha para as figuras geométricas e a obrigatoriedade é colocar esses símbolos na bomba de abastecimento, na pistola de abastecimento e no local de enchimento do carro" e assim evitam-se erros.

Numa iniciativa feita em articulação com as Associações Europeias dos Sectores de Combustíveis e dos Construtores Automóveis, foram cedidas brochuras com toda a informação e estão disponíveis nos postos de abastecimento e online.

Texto editado por Pedro Esteves